Xica da Silva – João Felício dos Santos

Xica da Silva – João Felício dos Santos

A história da escrava alforriada Xica da Silva foi transformada em romance leve e divertido, graças ao escritor João Felício dos Santos, especializado em história brasileira e sobrinho do renomado historiador Joaquim Felício dos Santos. O livro Xica da Silva da editora José Olympio, traz em detalhes a história de uma escrava que se tornou “rainha”.

Com talento, João Felício sem falsear os fatos, acrescenta um tempero de arte na real história da escrava, construindo um personagem fascinante, comovente, praticamente uma Pombagira. Para complementar este enredo, há a descrição perfeita da sociedade mineradora – a “primeira a parecer com o Brasil de hoje”, segundo Joel Rufino dos Santos, que assina as orelhas do livro.
Célere, vibrátil, multirracial, espetacular – uma sociedade que transborda vida urbana, política, o espírito da autonomia, a classe média, o roubo do dinheiro público, a burocracia, a desigualdade brutal, a favela (sob o nome de quilombo), o domínio estrangeiro, as estradas, os bancos, as festas, o baile, o namoro, a música, a literatura, o mercado inteiro e o contrabando. Um livro que trata de forma responsável a história brasileira com qualidade literária.
Um cenário conturbado, aonde a procura da prata pelos estrangeiros não tem sucesso, mas no seu lugar acham o ouro. As esmeraldas não foram encontradas, mas sim, diamantes. A riqueza provocou violência, trouxe ambiciosos em busca do poder. Xica da Silva faz parte deste ambiente como uma personagem intrigante, totalmente diferente das “Xicas” criadas por outros autores, no cinema, no samba-enredo, nos musicais. Diante de tantas, a de João Felício vive como emblema da força do povo brasileiro.

A história da escrava alforriada Xica da Silva foi transformada em romance leve e divertido, graças ao escritor João Felício dos Santos, especializado em história brasileira e sobrinho do renomado historiador Joaquim Felício dos Santos. O livro Xica da Silva da editora José Olympio, traz em detalhes a história de uma escrava que se tornou “rainha”.

Com talento, João Felício sem falsear os fatos, acrescenta um tempero de arte na real história da escrava, construindo um personagem fascinante, comovente, praticamente uma Pombagira. Para complementar este enredo, há a descrição perfeita da sociedade mineradora – a “primeira a parecer com o Brasil de hoje”, segundo Joel Rufino dos Santos, que assina as orelhas do livro.
Célere, vibrátil, multirracial, espetacular – uma sociedade que transborda vida urbana, política, o espírito da autonomia, a classe média, o roubo do dinheiro público, a burocracia, a desigualdade brutal, a favela (sob o nome de quilombo), o domínio estrangeiro, as estradas, os bancos, as festas, o baile, o namoro, a música, a literatura, o mercado inteiro e o contrabando. Um livro que trata de forma responsável a história brasileira com qualidade literária.
Um cenário conturbado, aonde a procura da prata pelos estrangeiros não tem sucesso, mas no seu lugar acham o ouro. As esmeraldas não foram encontradas, mas sim, diamantes. A riqueza provocou violência, trouxe ambiciosos em busca do poder. Xica da Silva faz parte deste ambiente como uma personagem intrigante, totalmente diferente das “Xicas” criadas por outros autores, no cinema, no samba-enredo, nos musicais. Diante de tantas, a de João Felício vive como emblema da força do povo brasileiro.

 

1 comentário em “Xica da Silva – João Felício dos SantosAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *