Vermelho Brasil: O romance da conquista do Brasil pelos franceses – Jean-Christophe Rufin

Vermelho Brasil: O romance da conquista do Brasil pelos franceses – Jean-Christophe Rufin

A conquista do Brasil pelos franceses é um dos episódios mais extraordinários e menos conhecidos do Renascimento. Por volta de 1550, o francês Villegaignon traçou planos para estabelecer uma colônia francesa na baía de Guanabara onde os calvinistas viveriam livres da perseguição religiosa. O romance ´Vermelho Brasil´ conta a trajetória de Just e Colombe, duas crianças que embarcam na expedição francesa ao Brasil, iludidas pela esperança de reencontrar o pai, mas que na verdade servirão de intérpretes para a tripulação junto às tribos indígenas. Uma história emocionante da descoberta de um mundo novo e da difícil experiência de se adaptar a uma outra cultura, num exercício de perseverança e aceitação das diferenças. De forma magistral, Jean-Christophe Rufin transforma a saga de Villegaignon num romance histórico de aventuras em que tudo parece desmesurado, tamanho o exotismo da paisagem, a singularidade dos personagens e o inusitado dos acontecimentos. A narrativa conduz o leitor pelo cenário da baía selvagem do Rio, ainda entregue às matas e aos índios canibais, seguindo os passos do fascinante cavalheiro de Villegaignon, chefe dessa expedição, nostálgico das Cruzadas, impregnado de cultura antiga, precursor de Cyrano ou de d´Artagnan. Escrito numa linguagem perpassada de fina ironia, com descrições esmeradas de paisagens deslumbrantes e uma ação vertiginosa, Vermelho Brasil pode ser lido como um romance de formação. Acompanhando as surpresas que o destino reserva a Just e Colombe, esse livro põe em cena duas concepções opostas do homem e da natureza. De um lado, a civilização européia, conquistadora e universal, que se quer libertadora e se descobre assassina. Do outro, o mundo índio, com sua sensualidade, sua noção de harmonia e sua visão do sagrado.

A conquista do Brasil pelos franceses é um dos episódios mais extraordinários e menos conhecidos do Renascimento. Por volta de 1550, o francês Villegaignon traçou planos para estabelecer uma colônia francesa na baía de Guanabara onde os calvinistas viveriam livres da perseguição religiosa. O romance ´Vermelho Brasil´ conta a trajetória de Just e Colombe, duas crianças que embarcam na expedição francesa ao Brasil, iludidas pela esperança de reencontrar o pai, mas que na verdade servirão de intérpretes para a tripulação junto às tribos indígenas. Uma história emocionante da descoberta de um mundo novo e da difícil experiência de se adaptar a uma outra cultura, num exercício de perseverança e aceitação das diferenças. De forma magistral, Jean-Christophe Rufin transforma a saga de Villegaignon num romance histórico de aventuras em que tudo parece desmesurado, tamanho o exotismo da paisagem, a singularidade dos personagens e o inusitado dos acontecimentos. A narrativa conduz o leitor pelo cenário da baía selvagem do Rio, ainda entregue às matas e aos índios canibais, seguindo os passos do fascinante cavalheiro de Villegaignon, chefe dessa expedição, nostálgico das Cruzadas, impregnado de cultura antiga, precursor de Cyrano ou de d´Artagnan. Escrito numa linguagem perpassada de fina ironia, com descrições esmeradas de paisagens deslumbrantes e uma ação vertiginosa, Vermelho Brasil pode ser lido como um romance de formação. Acompanhando as surpresas que o destino reserva a Just e Colombe, esse livro põe em cena duas concepções opostas do homem e da natureza. De um lado, a civilização européia, conquistadora e universal, que se quer libertadora e se descobre assassina. Do outro, o mundo índio, com sua sensualidade, sua noção de harmonia e sua visão do sagrado.

1 comentário em “Vermelho Brasil: O romance da conquista do Brasil pelos franceses – Jean-Christophe RufinAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *