Uma Verdade Delicada – John Le Carré

Uma Verdade Delicada – John Le Carré

Uma operação secreta antiterrorismo chamada Vida Selvagem está sendo montada em Gibraltar, a mais preciosa colônia da Coroa britânica. O objetivo: capturar um negociador de armas jihadista. À frente do esquema está Fergus Quinn, alto funcionário do Ministério das Relações Exteriores. A operação é tão delicada que nem mesmo o jovem e idealista Toby Bell, braço direito de Quinn, está a par dos detalhes. Ao suspeitar de uma conspiração iminente, Toby é logo tirado de cena. De acordo com fontes oficiais, Vida Selvagem ocorreu sem derramamento de sangue e foi bem-sucedida. Três anos depois, Toby Bell retorna de uma passagem pela embaixada britânica em Beirute. Quando entra em seu apartamento, encontra um envelope deixado por Christian Probyn. Ainda desconfiando de que o ministro escondia algo importante, Toby responde ao chamado desse homem desconhecido. Sir Christopher Probyn, um diplomata britânico aposentado, foi convocado – sob o codinome Paul Anderson – para ser os olhos e os ouvidos de Fergus Quinn durante a operação. Após ouvir a versão do experiente Probyn e com informações coletadas sorrateiramente, o jovem funcionário da Coroa descobre que há muito mais escondido no relato oficial. Ao saber que a verdade pode ter consequências devastadoras, ele se vê obrigado a escolher entre sua consciência e o dever para com o Serviço.

Uma operação secreta antiterrorismo chamada Vida Selvagem está sendo montada em Gibraltar, a mais preciosa colônia da Coroa britânica. O objetivo: capturar um negociador de armas jihadista. À frente do esquema está Fergus Quinn, alto funcionário do Ministério das Relações Exteriores. A operação é tão delicada que nem mesmo o jovem e idealista Toby Bell, braço direito de Quinn, está a par dos detalhes. Ao suspeitar de uma conspiração iminente, Toby é logo tirado de cena. De acordo com fontes oficiais, Vida Selvagem ocorreu sem derramamento de sangue e foi bem-sucedida. Três anos depois, Toby Bell retorna de uma passagem pela embaixada britânica em Beirute. Quando entra em seu apartamento, encontra um envelope deixado por Christian Probyn. Ainda desconfiando de que o ministro escondia algo importante, Toby responde ao chamado desse homem desconhecido. Sir Christopher Probyn, um diplomata britânico aposentado, foi convocado – sob o codinome Paul Anderson – para ser os olhos e os ouvidos de Fergus Quinn durante a operação. Após ouvir a versão do experiente Probyn e com informações coletadas sorrateiramente, o jovem funcionário da Coroa descobre que há muito mais escondido no relato oficial. Ao saber que a verdade pode ter consequências devastadoras, ele se vê obrigado a escolher entre sua consciência e o dever para com o Serviço.