Uma certa justiça – P. D. James

Uma certa justiça – P. D. James

O crime central deste romance é o assassinato de Venetia Aldridge, uma mulher obsessiva e arrogante que, dedicando-se de corpo e alma à advocacia criminal, conseguiu chegar ao topo da carreira, brilhando com seu talento e inteligência no tribunal mais famoso da Inglaterra, o Old Bailey. Foi lá que realizou a defesa de Garry Ashe, um carismático jovem acusado do brutal assassinato de sua tia. Venetia, porém, não poderia saber que um mês depois seria morta com violência em seu próprio escritório – pois, como diz P. D. James no início de Uma certa justiça, “os assassinos não costumam alertar suas vítimas”. Por mais hábeis que sejam, entretanto, sempre deixam pistas, e segui-las até o fim é o trabalho do inspetor Adam Dalgliesh e sua equipe da Scotland Yard.

Uma certa justiça - P. D. JamesO crime central deste romance é o assassinato de Venetia Aldridge, uma mulher obsessiva e arrogante que, dedicando-se de corpo e alma à advocacia criminal, conseguiu chegar ao topo da carreira, brilhando com seu talento e inteligência no tribunal mais famoso da Inglaterra, o Old Bailey. Foi lá que realizou a defesa de Garry Ashe, um carismático jovem acusado do brutal assassinato de sua tia. Venetia, porém, não poderia saber que um mês depois seria morta com violência em seu próprio escritório – pois, como diz P. D. James no início de Uma certa justiça, “os assassinos não costumam alertar suas vítimas”. Por mais hábeis que sejam, entretanto, sempre deixam pistas, e segui-las até o fim é o trabalho do inspetor Adam Dalgliesh e sua equipe da Scotland Yard.

Considerada uma das melhores autoras do gênero policial inglês, Phyllis Dorothy James nasceu em 1920 e só começou a escrever em 1962. Desde então publicou catorze livros.

Doação de Leitor

1 comentário em “Uma certa justiça – P. D. JamesAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *