Um universo que veio do nada – Lawrence Krauss

Um universo que veio do nada – Lawrence Krauss

Depois do sucesso no YouTube, o polêmico Lawrence Krauss coloca no papel sua teoria sobre o surgimento do universo e as implicações sobre como será seu término. Quem poderia acreditar que um vídeo sobre física teórica causaria sensação em um dos sites mais populares do mundo? Pois uma das qualidades de Lawrence Krauss é superar o abismo entre ciência e cultura popular. Enfático, vigoroso, irônico e perspicaz, Lawrence Krauss conquistou fãs e provocou debates polêmicos ao apresentar sua visão sobre a origem do universo. O sucesso deslanchou mesmo quando um vídeo de uma de suas palestras foi postado no YouTube e alcançou mais de 1 milhão de visualizações. Em Um Universo que veio do nada, o cosmólogo resume os argumentos e evidências dessa palestra, aprofundando a ideia de que não apenas algo pode surgir do nada, como deverá sempre surgir do nada.

Depois do sucesso no YouTube, o polêmico Lawrence Krauss coloca no papel sua teoria sobre o surgimento do universo e as implicações sobre como será seu término. Quem poderia acreditar que um vídeo sobre física teórica causaria sensação em um dos sites mais populares do mundo? Pois uma das qualidades de Lawrence Krauss é superar o abismo entre ciência e cultura popular. Enfático, vigoroso, irônico e perspicaz, Lawrence Krauss conquistou fãs e provocou debates polêmicos ao apresentar sua visão sobre a origem do universo. O sucesso deslanchou mesmo quando um vídeo de uma de suas palestras foi postado no YouTube e alcançou mais de 1 milhão de visualizações. Em Um Universo que veio do nada, o cosmólogo resume os argumentos e evidências dessa palestra, aprofundando a ideia de que não apenas algo pode surgir do nada, como deverá sempre surgir do nada.

Quer baixar rapidamente e sem propaganda? Faça sua assinatura clicando aqui

1 comentário em “Um universo que veio do nada – Lawrence KraussAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *