Um Sol e Dois Olhos Âmbar – Histórias Peregrinas dos dias de Sal #01 – Y.N. Daniel

Um Sol e Dois Olhos Âmbar – Histórias Peregrinas dos dias de Sal #01 – Y.N. Daniel

No início a moeda corrente não era o ouro amarelo. No início o ouro era branco e cristalino e se chamava sal. No início, os homens dormiam noites dominadas por ventos uivantes e eram acalentados pelo fogo e por histórias que hoje, bem poderiam ser chamadas : As Histórias Peregrinas dos dias de Sal.

Um Sol e Dois Olhos Âmbar - Histórias Peregrinas dos dias de Sal #01 - Y.N. DanielNo início a moeda corrente não era o ouro amarelo. No início o ouro era branco e cristalino e se chamava sal. No início, os homens dormiam noites dominadas por ventos uivantes e eram acalentados pelo fogo e por histórias que hoje, bem poderiam ser chamadas : As Histórias Peregrinas dos dias de Sal.

A filha de uma das forças fundamentais do Universo resolve que é hora de se tornar independente, que é hora de sair da sombra de sua mãe.
Sem jamais ter trabalhado por coisa alguma, sem nunca ter sentido fome ou sede, e sem jamais ter sentido qualquer tipo de dor, ela parte para o mais inóspito dos lugares, o Saara.
Sem a antiga proteção maternal, ela descobre que o mundo é um lugar bem diferente do que esperava. E, do pior jeito, percebe que tudo na vida dos humanos que a fascinam tanto, é conquistado às custas de esforço suor e sangue.
Sua jornada se inicia na companhia dos beihds, o temido povo que habita e governa o deserto profundo.
Conhecido como os reis do deserto, eles irão ensiná-la que mesmo sendo a filha de uma das forças fundamentais da existência, não será nada fácil suportar o sorriso do verdadeiro governante das areias, ele, o Sol.

[sociallocker id=”36818″]

1 comentário em “Um Sol e Dois Olhos Âmbar – Histórias Peregrinas dos dias de Sal #01 – Y.N. DanielAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *