Um Homem Morto a Pontapés – Pablo Palacio

Um Homem Morto a Pontapés – Pablo Palacio

Publicados originalmente em 1927, a coletânea de contos ‘Um homem morto a pontapés’ e a novela Débora são verdadeiros marcos da vanguarda literária hispano-americana, tanto em seu aspecto formal quanto temático. O autor teve sua obra, durante um longo período, interpretada pela chave da loucura, ao abordar temas anteriormente intocados pela ficção no continente e por flertar com o absurdo, o irreverente e o grotesco, num período em que predominava uma abordagem realista da literatura.

Publicados originalmente em 1927, a coletânea de contos ‘Um homem morto a pontapés’ e a novela Débora são verdadeiros marcos da vanguarda literária hispano-americana, tanto em seu aspecto formal quanto temático. O autor teve sua obra, durante um longo período, interpretada pela chave da loucura, ao abordar temas anteriormente intocados pela ficção no continente e por flertar com o absurdo, o irreverente e o grotesco, num período em que predominava uma abordagem realista da literatura.

1 comentário em “Um Homem Morto a Pontapés – Pablo PalacioAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *