Um fracasso de Maigret – Georges Simenon

Um fracasso de Maigret – Georges Simenon

Um velho conhecido de Maigret, um industrial chamado Ferdinand Fumal, pede proteção após receber cartas anônimas. Apesar de Maigret ter ele sob vigia, Fumal é encontrado morto no dia seguinte. No decorrer de suas investigações, Maigret descobre que o industrial era detestado por seus funcionários e desprezado por sua família. Parece haver um enorme número de suspeitos…

“Joseph mal bateu na porta e abriu-a sem nenhum rangido. Ele entrou tão silenciosamente no gabinete de Maigret que poderiam tê-lo tomado por uma assombração. Seus cabelos brancos e ralos flutuavam ao redor da cabeça calva como se fossem uma auréola.

O comissário, debruçado sobre os papéis, com o cachimbo apertado entre os dentes, sequer levantou a cabeça, e Joseph permaneceu imóvel.

Fazia já oito dias que Maigret estava de mau humor, e seus colaboradores só ousavam entrar no gabinete nas pontas dos pés. Seu caso não era o único em Paris e na França, pos há muito que não se via um mês de março tão úmido, frio e lúgubre.”

Um velho conhecido de Maigret, um industrial chamado Ferdinand Fumal, pede proteção após receber cartas anônimas. Apesar de Maigret ter ele sob vigia, Fumal é encontrado morto no dia seguinte. No decorrer de suas investigações, Maigret descobre que o industrial era detestado por seus funcionários e desprezado por sua família. Parece haver um enorme número de suspeitos…

“Joseph mal bateu na porta e abriu-a sem nenhum rangido. Ele entrou tão silenciosamente no gabinete de Maigret que poderiam tê-lo tomado por uma assombração. Seus cabelos brancos e ralos flutuavam ao redor da cabeça calva como se fossem uma auréola.

O comissário, debruçado sobre os papéis, com o cachimbo apertado entre os dentes, sequer levantou a cabeça, e Joseph permaneceu imóvel.

Fazia já oito dias que Maigret estava de mau humor, e seus colaboradores só ousavam entrar no gabinete nas pontas dos pés. Seu caso não era o único em Paris e na França, pos há muito que não se via um mês de março tão úmido, frio e lúgubre.”

1 comentário em “Um fracasso de Maigret – Georges SimenonAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *