Triste Bahia: Seleção de poemas de Gregório de Matos – Gregório de Matos

Triste Bahia: Seleção de poemas de Gregório de Matos – Gregório de Matos

Eis uma obra essencial para estudantes do ensino médio e universitário, além de todos aqueles que desejam entender melhor as contradições do Brasil por meio da literatura e entrar em contato com uma das poesias mais poderosas do nosso idioma, que ainda ressoa, tantos séculos depois.
Esta seleção de poemas – peças satíricas e amorosas, sociais e políticas – traz o legado do “Boca do Inferno” para o meio eletrônico sem abdicar, contudo, do rigor editorial, pois toma como base o trabalho de José Miguel Wisnik, organizador do alentado volume Poemas escolhidos de Gregório de Matos, publicado pela Companhia das Letras.
Nascido em Salvador em 1633 (ou 36) e morto no Recife em 1696, Gregório de Matos é, historicamente, o primeiro grande poeta do Brasil. Sua obra vasta e variada é talvez a mais importante herança cultural produzida pelo Barroco poético nas Américas portuguesa e espanhola – e conserva intactos, ainda hoje, grande parte de sua força literária, agudeza lírica e vigor político e social. Além disso, o poeta soube fixar satiricamente, numa linguagem vivaz que já deixa transparecer o gênio local na exploração de sonoridades africanas e tupis e que, na sua mordacidade feroz, não recua nem diante da pornografia, a dissolução de costumes da Bahia do século XVIII. É, portanto, um desses autores que conseguiram atravessar o duro teste do tempo, pois mantém-se atual em sua leitura dos descaminhos da vida política e da sociedade do Brasil.

Eis uma obra essencial para estudantes do ensino médio e universitário, além de todos aqueles que desejam entender melhor as contradições do Brasil por meio da literatura e entrar em contato com uma das poesias mais poderosas do nosso idioma, que ainda ressoa, tantos séculos depois.
Esta seleção de poemas – peças satíricas e amorosas, sociais e políticas – traz o legado do “Boca do Inferno” para o meio eletrônico sem abdicar, contudo, do rigor editorial, pois toma como base o trabalho de José Miguel Wisnik, organizador do alentado volume Poemas escolhidos de Gregório de Matos, publicado pela Companhia das Letras.
Nascido em Salvador em 1633 (ou 36) e morto no Recife em 1696, Gregório de Matos é, historicamente, o primeiro grande poeta do Brasil. Sua obra vasta e variada é talvez a mais importante herança cultural produzida pelo Barroco poético nas Américas portuguesa e espanhola – e conserva intactos, ainda hoje, grande parte de sua força literária, agudeza lírica e vigor político e social. Além disso, o poeta soube fixar satiricamente, numa linguagem vivaz que já deixa transparecer o gênio local na exploração de sonoridades africanas e tupis e que, na sua mordacidade feroz, não recua nem diante da pornografia, a dissolução de costumes da Bahia do século XVIII. É, portanto, um desses autores que conseguiram atravessar o duro teste do tempo, pois mantém-se atual em sua leitura dos descaminhos da vida política e da sociedade do Brasil.

1 comentário em “Triste Bahia: Seleção de poemas de Gregório de Matos – Gregório de MatosAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *