Top 10 livros de Ficção Científica escritos por mulheres

Top 10 livros de Ficção Científica escritos por mulheres

Grandes histórias escritas por mulheres que se tornaram referência aos fãs de ficção científica . Com esta lista, nós celebramos alguns dos romances e contos de ficção científica mais influentes e notáveis de todos os tempos!

capa1 (240 x 360)

1. A Mão Esquerda da Escuridão (The Left Hand of Darkness) – Ursula K. Le Guin [ Download ] Uma aventura politicamente sofisticada sobre sexo e sociedade, na qual os nativos (que podem escolher em seu período fértil, serem do sexo masculino ou feminino) são moralmente complexos. Algumas das passagens do livro, como a travessia através do gelo de Gobrin e a impossível amizade entre o humano Genly Ai e Estraven, são memoráveis.


Kate Wilhelm_1976_Where Late The Sweet Birds Sang (240 x 360)
2. Where Late the Sweet Birds Sang – Kate Wilhelm
Quando a primeira brisa pós-apocalipse chega ao vale de Shenandoah, encontra os Sumners prontos. Isolados em sua cidadela, a família e seus descendentes têm tudo aquilo que precisam para sobreviver, graças à avançada tecnologia. Contudo a família é vítima de uma praga que os torna estéreis e a clonagem se torna a única solução. E os últimos representantes da antiga civilização perdem aquilo que os tornavam humanos, seu espírito.
Considerada a melhor história já escrita sobre clonagem.


warm-worlds (240 x 360)
3. Love is the Plan, the Plan is Death – James Tiptree Jr  (Pseudônimo usado por Alice B. Sheldon)
James Tiptree Jr (ou Alice B. Sheldon) era famosa pelo estilo inteligente, áspero e ousado de suas histórias psicosexuais, como Love is the Plan, the Plan is Death, saudado como ‘irresistivelmente masculino”, antes de ser desmascarada. Outra de suas características mais notáveis está na sua habilidade incomum de criar personagens alienígenas não-humanoídes inesquecíveis.


thefemaleman (240 x 360)
4. The Female Man – Joanna Russ
Considerado até hoje como um divisor de águas na FC, uma revelação na época de sua publicação, The Female Man é genuinamente experimental, inteligente, divertido, violento e profético. Fonte também para ideias de uma eco-utopia tecnológica.


834518 (240 x 360)
5. Cyteen – C. J. Cherryh
C.J. Cherryh é uma das maiores autoras dentro da chamada Space Opera. Impressionante pelo realismo com que elabora suas gigantescas espaçonaves e complexos universos, além de criar personagens tecnologicamente modificados. Cyteen é uma série sobre a fragmentação de impérios, humanos em sua origem, diferentes em seus métodos, mas semelhantes na sua volúpia por poder. Dominação e escravidão, um espelho sombrio da guerra fria e uma assustadora obra de FC.


grass (240 x 360)
6. Grass – Sheri Tepper
Os romances de Sheri Tepper fazem grande sucesso junto ao público, o que poderia ser a princípio preocupante, mas Grass é diferente de tudo. A história se passa em um espantoso mundo de campos verdes. A dura realidade da destrutiva e agressiva cultura de expansão colonial do homem dá o tom moral, mas no centro do livro está o personagem de Marjorie Westriding, e sua descoberta do sublime. Fabuloso!


pat-cadigan-ebooks
7. Lunatic Bridge – Pat Cadigan
Batizada pelo jornal Guardian como a Rainha do Ciberpunk, Pat leva o casamento entre mente e tecnologia, para onde ninguém se atreve a ir. Apesar de ignorada pelos críticos e desconhecida pelos leitores em geral, ela é essencial para se entender o que é ciberpunk.


12659973 (240 x 360)
8. Praxis – Karen Joy Fowler
Seus livros são sempre recheados de temas pouco plausíveis e quase surreais, porém contados através de personagens cativantes. A história de Praxis se passa em um mundo no futuro, repleto de intrigas, tendo ‘cibernéticos’ como escravos e uma peça de Shakespeare que termina em assassinato. Ou não. Karen brinca com o mistério e a realidade de uma forma que lembra o melhor de Philip K.Dick.


597159 (240 x 360)
9. Nanotech – Queen City Jazz – Kathleen Ann Goonan
De certa maneira, Nanotech é uma série pós-apocalíptica, onde os personagens se deparam com um mundo transformado por uma bizarra praga cósmica. Mais do que isso, trata-se de uma tour pelas consequências do pensamento evolutivo radical. É como enxergar a nós mesmos, livres da escravidão darwiniana. O que aconteceria se nossos organismos se transformassem em dados nas redes de DNA-informação, tão penetrante ao mundo real que nos tornássemos parte do software?


10. Natural History, Mappa Mundi e Silver Screen – Justina Robson
Houve um tempo, não muito distante, quando haviam poucas escritoras britânicas de Ficção Científica. Tal qual Mary Shelley foi avis rara na sua época, Justina Robson era uma destas veteranas, com várias indicações para o prêmio Arthur C.Clarke (por Silver Screen e Mappa Mundi.)


Natural History mergulha em direção ao espaço profundo, permeado por ciência esotérica e conduzida com humor e pontadas políticas. Foi considerado um dos melhores livros de Ficção Científica do Reino Unido na época de seu lançamento.

Mappa Mundi é FC hard, explora a essência da identidade tanto herdada quanto construída tecnologicamente. Em um futuro próximo, quando a nano-medicina torna capaz criar-se um modelo mapeado de um cérebro humano vivo, a psicóloga Natalie Armstrong vê seu trabalho se tornar crucial para o aprimoramento de um projeto militar de controle da mente.

Em seu primeiro e surpreendente livro (Silver Screen), Justina oferece ao leitor um envolvente cenário, povoado por amistosas Inteligências artificiais (IA) no ciberespaço. A insegura e um pouco-acima-do-peso-ideal heroína da história, Anjuli O’Connell, se vê em apuros devido a sua memória fotográfica, e seu melhor amigo, além disso, é uma IA chamada 901, que parece estar envolvido na morte de um humano que realizou um upload de sua mente para o ciberespaço. O livro trata com dinamismo e de forma envolvente, o velho dilema comum na FC: “Onde termina a vida e onde começa a máquina.”


 

Menções Honrosas

 

cover (240 x 360)

11. Metropolis – Thea von Harbou [ Download ]

Metropolis se passa em 2026, a população está dividida em duas classes: a elite dominante e a classe operária, que vive num mundo subterrâneo, escravizadas pelas monstruosas máquinas que fazem funcionar a todo vapor a cidade. Uma revolução operária é planejada, mas sempre impedida pela líder Maria. O chefe da cidade pede a um cientista maligno que construa um robô à imagem e semelhança dela, para que possa incitar os trabalhadores à revolta. Clássico absoluto do cinema e também da ficção científica!


 

O_CONTO_DA__AIA_1363362855B (240 x 360)

12. O Conto da Aia (The HandMaids Tale) – Margaret Atwood [ Download ]

Embora Atwood prefira chamar seu trabalho “ficção especulativa” ao invés de ficção científica, O Conto da Aia mostra uma mulher que faz um relato arrepiante de sua vida como uma concubina reprodutiva em um mundo distópico. Embora a maioria dos livros de Atwood sejam consideradas ótimas obras, este romance é particularmente apreciado e considerado um dos melhores (e mais terríveis) romances de ficção científica de todos os tempos.


 

The-Snow-Queen-Whelan-Cover (240 x 360)

13. A Rainha de Gelo (The Snow Queen) Joan D. Vinge

Dividido em dois volumes nos livros de bolso de ficção científica da Europa-América, A Rainha de Gelo é baseado no conto de fadas de Hans Christian Anderson, mas partilha pouco mais do que o nome. O enredo é incrivelmente elaborado e centra-se no planeta Tiamat, onde existem raras criaturas que possibilitam travar o processo de envelhecimento. O planeta é governado por uma rainha de Gelo imune à idade e corrupta. Quando o ciclo de 150 anos do Inverno está prestes a terminar, dando lugar à rainha do Verão e ao isolamento primitivo do planeta, uma conspiração é posta em marcha que poderá conduzir ao genocídio e ao fim de Tiamat. Com um mundo rico em detalhes, uma  atmosfera muito especial e personagens emocionalmente ricas, A Rainha de Gelo é uma leitura que permanece na memória mesmo depois de muitos anos.


 

 

cover (240 x 360)

14. Frankenstein – Mary Shelley [ Download ]

Mary Shelley (1797-1851), mulher do poeta inglês Percy B. Shelley, escreveu Frankenstein para participar de um concurso de histórias de terror realizado na intimidade do castelo de Lord Byron. Mesmo competindo com grandes gênios da literatura universal, acabou redigindo esta que é uma das mais impressionantes histórias de horror de todos os tempos. A história do dr. Victor Frankenstein e da monstruosa criatura por ele concebida vem fascinando gerações desde que foi publicada há mais de cem anos. Brilhante história de horror, escrita com fervor quase alucinatório, Frankenstein representa um dos mais estranhos florescimentos da imaginação romântica. Frankenstein, de Mary Shelley, é um dos maiores clássicos de terror (e ficção científica)  da literatura em todos os tempos, também imortalizado no cinema através de várias adaptações.


(adaptado a partir de “Gwyneth Jones: top 10 science fiction by women writers”)

1 comentário em “Top 10 livros de Ficção Científica escritos por mulheresAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *