Teresa Filósofa – Anônimo do século XVIII

Teresa Filósofa – Anônimo do século XVIII

Teresa Filósofa (um dos maiores best-sellers da Europa do séc. XVIII) é o romance de formação de uma jovem tão inocente quanto disposta a fazer render todas as lições de luxúria de seus preceptores. A autoria do livro, secreta, hoje é atribuída ao senhor Jean Baptiste de Boyer, o marquês d’Argens, nascido em 1704 e morto em 1771, um pouco antes da Revolução Francesa. Em Teresa filósofa, a libertinagem, da boa, vem sempre acompanhada da frase suave e precisa, cuidadosamente torneada. E divertidíssima: como um Decamerão mais cínico, este livro, – um dos maiores best sellers do seu tempo – legítima “jóia indiscreta”, é a enciclopédia ideal para aplicados amantes de mulheres ou boa literatura.

Teresa Filósofa – Anônimo do século XVIIITeresa Filósofa (um dos maiores best-sellers da Europa do séc. XVIII) é o romance de formação de uma jovem tão inocente quanto disposta a fazer render todas as lições de luxúria de seus preceptores. A autoria do livro, secreta, hoje é atribuída ao senhor Jean Baptiste de Boyer, o marquês d’Argens, nascido em 1704 e morto em 1771, um pouco antes da Revolução Francesa. Em Teresa filósofa, a libertinagem, da boa, vem sempre acompanhada da frase suave e precisa, cuidadosamente torneada. E divertidíssima: como um Decamerão mais cínico, este livro, – um dos maiores best sellers do seu tempo – legítima “jóia indiscreta”, é a enciclopédia ideal para aplicados amantes de mulheres ou boa literatura.