Ter e Não Ter – Ernest Hemingway

Ter e Não Ter – Ernest Hemingway

O capitão Harry Morgan não é um homem que se deixa envolver por questões ideológicas. Sempre às voltas com problemas financeiros, ele vive da própria competência profissional, da audácia, da ânsia de liberdade. Um solitário, um durão, um realista que enfrentava bons e maus momentos com a mesma tranquilidade, mas também com a certeza de que um homem solitário está sempre fadado a ter um fim trágico. Um homem severo, decidido a enfrentar qualquer perigo para cuidar da família, só confia em si mesmo e percebe, no momento decisivo, que o poder individual é sempre relativo.

Em seu único romance ambientado em cenário americano e uma das poucas obras a indicar alguma preocupação com assuntos políticos, o mestre do diálogo e do realismo contundente, Ernest Hemingway nos envolve numa história vigorosa e dramática que jamais sairá de nossa memória.

O capitão Harry Morgan não é um homem que se deixa envolver por questões ideológicas. Sempre às voltas com problemas financeiros, ele vive da própria competência profissional, da audácia, da ânsia de liberdade. Um solitário, um durão, um realista que enfrentava bons e maus momentos com a mesma tranquilidade, mas também com a certeza de que um homem solitário está sempre fadado a ter um fim trágico. Um homem severo, decidido a enfrentar qualquer perigo para cuidar da família, só confia em si mesmo e percebe, no momento decisivo, que o poder individual é sempre relativo.

Em seu único romance ambientado em cenário americano e uma das poucas obras a indicar alguma preocupação com assuntos políticos, o mestre do diálogo e do realismo contundente, Ernest Hemingway nos envolve numa história vigorosa e dramática que jamais sairá de nossa memória.

 

1 comentário em “Ter e Não Ter – Ernest HemingwayAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *