Sobre Formigas e Cigarras – Antônio Palocci

Sobre Formigas e Cigarras – Antônio Palocci

Antônio Palocci não tinha qualquer experiência na área econômica ou no executivo federal quando foi convidado pelo recém-eleito presidente Luiz Inácio Lula da Silva para assumir o Ministério da Fazenda. A posse do primeiro trabalhador a conquistar o Palácio do Planalto era esperada com ansiedade pelos agentes econômicos. No dia da chegada de Lula a Brasília para assumir a presidência, o dólar estava cotado a 3,52 reais, a inflação a 12,53%, o risco-país a 1.435 e, em pleno curso, uma fuga de capitais e investimentos. Este livro revela os bastidores da definição da política econômica do primeiro governo do PT e do esforço para recuperar a credibilidade nacional e internacional. Relata também as disputas no centro do próprio governo, a relação com o presidente Lula e as delicadas negociações com a banca internacional e o FMI. A história daquele que foi, para muitos, um sucesso surpreendente. O primeiro ministro da Fazenda petista que, apesar de inexperiente e pressionado pela crise de credibilidade, conquistou a confiança dos brasileiros com seu jeito tranqüilo e conseguiu implementar medidas que levaram à queda da inflação, ao crescimento recorde das exportações e ao aumento do consumo. Antônio Palocci não se exime do relato da crise que o levou, depois de se tornar o ministro mais popular do governo, a pedir demissão do cargo após meses de desgaste, dando a sua história um desenlace tão surpreendente quanto o início dela: “A maior lição que aprendi neste episódio foi que a política., essa senhora caprichosa e matreira, às vezes cobra um preço alto demais”, desabafa o autor.

Antônio Palocci não tinha qualquer experiência na área econômica ou no executivo federal quando foi convidado pelo recém-eleito presidente Luiz Inácio Lula da Silva para assumir o Ministério da Fazenda. A posse do primeiro trabalhador a conquistar o Palácio do Planalto era esperada com ansiedade pelos agentes econômicos. No dia da chegada de Lula a Brasília para assumir a presidência, o dólar estava cotado a 3,52 reais, a inflação a 12,53%, o risco-país a 1.435 e, em pleno curso, uma fuga de capitais e investimentos. Este livro revela os bastidores da definição da política econômica do primeiro governo do PT e do esforço para recuperar a credibilidade nacional e internacional. Relata também as disputas no centro do próprio governo, a relação com o presidente Lula e as delicadas negociações com a banca internacional e o FMI. A história daquele que foi, para muitos, um sucesso surpreendente. O primeiro ministro da Fazenda petista que, apesar de inexperiente e pressionado pela crise de credibilidade, conquistou a confiança dos brasileiros com seu jeito tranqüilo e conseguiu implementar medidas que levaram à queda da inflação, ao crescimento recorde das exportações e ao aumento do consumo. Antônio Palocci não se exime do relato da crise que o levou, depois de se tornar o ministro mais popular do governo, a pedir demissão do cargo após meses de desgaste, dando a sua história um desenlace tão surpreendente quanto o início dela: “A maior lição que aprendi neste episódio foi que a política., essa senhora caprichosa e matreira, às vezes cobra um preço alto demais”, desabafa o autor.

1 comentário em “Sobre Formigas e Cigarras – Antônio PalocciAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *