Reflexões sobre um século esquecido: 1901-2000 – Tony Judt

Reflexões sobre um século esquecido: 1901-2000 – Tony Judt

Em Reflexões Sobre um Século Esquecido, 1901-2000, Tony Judt nos previne sobre a tentação de ver o século XX como uma era de extremos políticos, de erros trágicos e de escolhas impensadas; uma época de ilusões à qual conseguimos sobreviver. No século recém-acabado, havia amplo debate sobre a política internacional, o pensamento social e o ativismo social calcado no bem maior. Não sabemos mais conversar sobre esses conceitos e já esquecemos o papel desempenhado pelos intelectuais ao discutir, transmitir e defender as ideias que moldaram o tempo deles. Reflexões resgata aspectos essenciais do mundo que passou e ressalta a importância que ainda têm para nós, agora e no futuro.

Nesta coletânea de 24 ensaios, publicados originalmente entre 1995 e 2006 em The New Republic, The New York Review of Books, The Nation, Háaretz, The London Review of Books e Foreign Affairs, Tony Judt lembra o leitor do imenso poder das ideias, ao discorrer sobre o apelo do marxismo no século XX, agora praticamente inexplicável. Analisa o declínio dos intelectuais como força social e examina a ascensão e queda do Estado na esfera publica das nações ocidentais. Discute os Estados Unidos, sua política externa e o destino do liberalismo. A cada dia que passa desde a primeira publicação, estes ensaios marcantes crescem em relevância e força intelectual.

Em Reflexões Sobre um Século Esquecido, 1901-2000, Tony Judt nos previne sobre a tentação de ver o século XX como uma era de extremos políticos, de erros trágicos e de escolhas impensadas; uma época de ilusões à qual conseguimos sobreviver. No século recém-acabado, havia amplo debate sobre a política internacional, o pensamento social e o ativismo social calcado no bem maior. Não sabemos mais conversar sobre esses conceitos e já esquecemos o papel desempenhado pelos intelectuais ao discutir, transmitir e defender as ideias que moldaram o tempo deles. Reflexões resgata aspectos essenciais do mundo que passou e ressalta a importância que ainda têm para nós, agora e no futuro.

Nesta coletânea de 24 ensaios, publicados originalmente entre 1995 e 2006 em The New Republic, The New York Review of Books, The Nation, Háaretz, The London Review of Books e Foreign Affairs, Tony Judt lembra o leitor do imenso poder das ideias, ao discorrer sobre o apelo do marxismo no século XX, agora praticamente inexplicável. Analisa o declínio dos intelectuais como força social e examina a ascensão e queda do Estado na esfera publica das nações ocidentais. Discute os Estados Unidos, sua política externa e o destino do liberalismo. A cada dia que passa desde a primeira publicação, estes ensaios marcantes crescem em relevância e força intelectual.

Quer baixar rapidamente e sem propaganda? Faça sua assinatura clicando aqui

1 comentário em “Reflexões sobre um século esquecido: 1901-2000 – Tony JudtAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *