Quer casar comigo? – John Updike

Quer casar comigo? – John Updike

John Updike retratou como poucos os sonhos e conflitos da classe média americana. Em Quer casar comigo?, livro que inicia o lançamento de sua obra pela Biblioteca Azul, o escritor explora a complexidade dos sentimentos e a preocupação com as convenções a partir dos desencontros de dois casais.

O ano é 1962. Jerry e Ruth, Sally e Richard são vizinhos em um subúrbio de Connecticut. Os quatro se envolvem em traições e mentiras, cedem aos seus desejos, são impulsivos, magoam e são magoados. O autor usa habilmente os diálogos para provocar questionamentos sobre o amor, o sexo, o casamento e a convivência.

John Updike retratou como poucos os sonhos e conflitos da classe média americana. Em Quer casar comigo?, livro que inicia o lançamento de sua obra pela Biblioteca Azul, o escritor explora a complexidade dos sentimentos e a preocupação com as convenções a partir dos desencontros de dois casais.

O ano é 1962. Jerry e Ruth, Sally e Richard são vizinhos em um subúrbio de Connecticut. Os quatro se envolvem em traições e mentiras, cedem aos seus desejos, são impulsivos, magoam e são magoados. O autor usa habilmente os diálogos para provocar questionamentos sobre o amor, o sexo, o casamento e a convivência.

Sem julgamentos sobre fidelidade e adultério, Updike explora essas crises matrimoniais como forma de abordar conflitos individuais que vão além da realidade do casamento. Jerry, Ruth, Sally e Richard se veem entre satisfazer a própria vontade e o medo de machucar o outro, a vontade de fazer o certo e a impossibilidade de contentar a todos. Embora vivam relacionamentos desgastados e se vejam entre dúvidas e fraquezas, estes personagens são extremamente humanos, capazes de delicadezas e generosidades.

A habilidade com a qual o escritor compõe o complexo cenário de ternuras, ansiedades e medos revela o porquê de Updike ser considerado um dos grandes cronistas da vida comum.

2 comentários em “Quer casar comigo? – John UpdikeAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *