Quase de verdade – Clarice Lispector

Quase de verdade – Clarice Lispector

Uma história que parece mentira e parece verdade. Mas só é verdade no mundo de quem gosta de inventar, como Ulisses, o cachorro. Os bichos falam à moda deles, Ulisses late suas histórias para sua dona e aproveita para nos contar sua viagem ao quintal da senhora Oniria, onde havia muitos galos que cantavam felizes e galinhas que cacarejavam e botavam muitos ovos. Nesse quintal, havia também uma enorme figueira que não dava figos, por isso tinha inveja da alegria das aves. Ela resolveu, um dia, pedir ajuda a uma nuvem preta, que era bruxa, para atrapalhar a vida boa dos galos e das galinhas. O que aconteceu depois da conversa da figueira com a nuvem Oxelia? Ulisses é quem conta.

Quase-de-verdade-Clarice-LispectorUma história que parece mentira e parece verdade. Mas só é verdade no mundo de quem gosta de inventar, como Ulisses, o cachorro. Os bichos falam à moda deles, Ulisses late suas histórias para sua dona e aproveita para nos contar sua viagem ao quintal da senhora Oniria, onde havia muitos galos que cantavam felizes e galinhas que cacarejavam e botavam muitos ovos. Nesse quintal, havia também uma enorme figueira que não dava figos, por isso tinha inveja da alegria das aves. Ela resolveu, um dia, pedir ajuda a uma nuvem preta, que era bruxa, para atrapalhar a vida boa dos galos e das galinhas. O que aconteceu depois da conversa da figueira com a nuvem Oxelia? Ulisses é quem conta.

 

1 comentário em “Quase de verdade – Clarice LispectorAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *