Quarto de menina – Livia Garcia-Roza

Quarto de menina – Livia Garcia-Roza

O livro de Lívia Garcia-Roza tem uma grandeza que não cabe em rótulos. Lívia conta a história de Luciana, uma menina que como todas as outras que estão entre a adolescência e a infância, tem o coração entupido de perguntas, dúvidas e sofrimentos. Filha de pais separados, a jovem observa o comportamento dos dois e faz de seu quarto um refúgio secreto, onde desabafa suas angústias com bonecas e grilos que moram em um vaso de flores. Papai e mamãe não conversam. Ela fala, ele escuta. Já eu, faço uma conversa com os dedos das mãos, às vezes dos pés. A mão direita é mamãe, a esquerda, papai. A direita vive cansada de tanto se mexer”, revela a personagem. Luciana olha para o pai, um intelectual discreto e calado, como se ele fosse uma paisagem, daquelas que estão sempre ao nosso alcance, meio distantes, mas no mesmo lugar, como se existissem só para nós. O cotidiano da menina muda quando o pai arruma uma namorada e ela se vê obrigada a sair do quarto para o mundo, encarando a realidade. Lívia escreve um romance que também pode ser lido pelas crianças, principalmente aquelas que estão entre o bicho de pelúcia e a vontade de beijar na boca.

Lívia retrata em QUARTO DE MENINA, o universo feminino e suas nuances. As fases e transformações da mulher, que dorme menina e um dia acorda madura, crescida, sem perceber. A autora demonstra mais uma vez seu estilo sutil e delicado, que nos envolve de forma impressionante. Segundo Márcia Vassalo “o romance da Livia fica na gente, feito um alarme disparado na pele. Só que esse alarme não berra, sussurra: enroscado nas frases que Livia constrói, como quem cria esculturas de tinta”.

O livro de Lívia Garcia-Roza tem uma grandeza que não cabe em rótulos. Lívia conta a história de Luciana, uma menina que como todas as outras que estão entre a adolescência e a infância, tem o coração entupido de perguntas, dúvidas e sofrimentos. Filha de pais separados, a jovem observa o comportamento dos dois e faz de seu quarto um refúgio secreto, onde desabafa suas angústias com bonecas e grilos que moram em um vaso de flores. Papai e mamãe não conversam. Ela fala, ele escuta. Já eu, faço uma conversa com os dedos das mãos, às vezes dos pés. A mão direita é mamãe, a esquerda, papai. A direita vive cansada de tanto se mexer”, revela a personagem. Luciana olha para o pai, um intelectual discreto e calado, como se ele fosse uma paisagem, daquelas que estão sempre ao nosso alcance, meio distantes, mas no mesmo lugar, como se existissem só para nós. O cotidiano da menina muda quando o pai arruma uma namorada e ela se vê obrigada a sair do quarto para o mundo, encarando a realidade. Lívia escreve um romance que também pode ser lido pelas crianças, principalmente aquelas que estão entre o bicho de pelúcia e a vontade de beijar na boca.

Lívia retrata em QUARTO DE MENINA, o universo feminino e suas nuances. As fases e transformações da mulher, que dorme menina e um dia acorda madura, crescida, sem perceber. A autora demonstra mais uma vez seu estilo sutil e delicado, que nos envolve de forma impressionante. Segundo Márcia Vassalo “o romance da Livia fica na gente, feito um alarme disparado na pele. Só que esse alarme não berra, sussurra: enroscado nas frases que Livia constrói, como quem cria esculturas de tinta”.

Quer baixar rapidamente e sem propaganda? Faça sua assinatura clicando aqui

1 comentário em “Quarto de menina – Livia Garcia-RozaAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *