Clássicos Fantasia

Pobre povo cruel – Arkadi Strugatsky, Boris Strugatsky

O Rei sentou-se nu.

Tal como um tolo pedinte de rua, sentou-se com as costas contra a parede fria.
Tremia de olhos fechados e tentava ouvir, mas tudo era silêncio.
Acordara à meia-noite de um pesadelo e imediatamente entendera que estava acabado.
Sons ofegantes detrás da porta da suíte real, passos, bater de metais e resmungos bêbados de Sua Alteza, o Tio Buht: ‘DEIXEM-ME PASSAR! SAIAM DO MEU CAMINHO, PRO INFERNO COM ISSO…’

Poor cruel folk (1998) – Arkady and Boris Strugatsky
Fonte: aqui

(Visited 12 times, 1 visits today)

One comment

  • Roujiach
    11 de outubro de 2012 - 08:22 | Permalink

    Obrigado!

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    Powered by: Wordpress