Phantastes: A Terra das Fadas – George MacDonald

Phantastes: A Terra das Fadas – George MacDonald

Todo livro tem uma história, mas Phantastes foi além da ficção. Phantastes apresenta a jornada de Anodos, um rapaz comum que está explorando seu castelo recém-herdado quando, uma fada imponente aparece para ele prometendo-lhe que no dia seguinte ele iria encontrar o caminho para o Reino das Fadas. Anodos então embarca em uma aventura cheia de mistério e fantasia em um mundo repleto de seres misteriosos. Esse livro, assim como toda obra de MacDonald, apresenta temas como a fé, honra, coragem, caráter e bondade. Phantastes foi a maior influência para C.S. Lewis, servindo como inspiração para que ele escrevesse “As Crônicas de Nárnia”. Lewis fala sobre o episódio que marcou sua vida, o dia em que leu o livro pela primeira vez: “Virando-me para a banca de livros da estação de Leatherhead, escolhi um livro de capa empoeirada: Phantastes – A Terra das Fadas, de George MacDonald. Na mesma noite comecei a ler o livro. As jornadas nas matas, os inimigos fantasmagóricos, as damas boas e más da narrativa lembravam bastante as minhas fantasias costumeiras, e assim me puderam seduzir sem que eu percebesse uma mudança. É como se fora carregado inconscientemente para além da fronteira, ou como se tivesse morrido no velho país e não pudesse me lembrar de como ressuscitei de novo. Eu não sabia ainda o nome da nova qualidade, a sombra brilhante, que pairava nas viagens de Anodos. Eu não tinha a menor noção daquilo que me envolvera ao comprar Phantastes.”

Todo livro tem uma história, mas Phantastes foi além da ficção. Phantastes apresenta a jornada de Anodos, um rapaz comum que está explorando seu castelo recém-herdado quando, uma fada imponente aparece para ele prometendo-lhe que no dia seguinte ele iria encontrar o caminho para o Reino das Fadas. Anodos então embarca em uma aventura cheia de mistério e fantasia em um mundo repleto de seres misteriosos. Esse livro, assim como toda obra de MacDonald, apresenta temas como a fé, honra, coragem, caráter e bondade. Phantastes foi a maior influência para C.S. Lewis, servindo como inspiração para que ele escrevesse “As Crônicas de Nárnia”. Lewis fala sobre o episódio que marcou sua vida, o dia em que leu o livro pela primeira vez: “Virando-me para a banca de livros da estação de Leatherhead, escolhi um livro de capa empoeirada: Phantastes – A Terra das Fadas, de George MacDonald. Na mesma noite comecei a ler o livro. As jornadas nas matas, os inimigos fantasmagóricos, as damas boas e más da narrativa lembravam bastante as minhas fantasias costumeiras, e assim me puderam seduzir sem que eu percebesse uma mudança. É como se fora carregado inconscientemente para além da fronteira, ou como se tivesse morrido no velho país e não pudesse me lembrar de como ressuscitei de novo. Eu não sabia ainda o nome da nova qualidade, a sombra brilhante, que pairava nas viagens de Anodos. Eu não tinha a menor noção daquilo que me envolvera ao comprar Phantastes.”

 

1 comentário em “Phantastes: A Terra das Fadas – George MacDonaldAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *