Patrimônio: Uma História Verídica – Philip Roth

Patrimônio: Uma História Verídica – Philip Roth

De que maneira um homem vigoroso, que passou décadas acreditando no trabalho duro como o método ideal de justificar a própria existência, pode lidar com a certeza aterradora de que vive “totalmente isolado dentro de um corpo que se tornara um terrível cercado do qual não podia escapar”? Essa é uma das questões levantadas por “Patrimônio”, que ganha nova tradução para o português. Neste livro de 1991, Roth revisita os altos e baixos da relação com o pai. Em uma narrativa que nunca recorre a um estilo sentimental ou autoindulgente, o autor americano, que começou a carreira no estilo corrosivo de “O complexo de Portnoy”, adota um tom mais sóbrio. Essas memórias abrem caminho para as obras de ficção lançada por Roth nos anos seguintes, sobretudo “O teatro de Sabbath”, e a tetralogia composta por “Homem comum”, “Indignação”, “A humilhação” e “Nêmesis”. Poucos autores alcançaram, nas últimas décadas, uma produção tardia tão poderosa.

De que maneira um homem vigoroso, que passou décadas acreditando no trabalho duro como o método ideal de justificar a própria existência, pode lidar com a certeza aterradora de que vive “totalmente isolado dentro de um corpo que se tornara um terrível cercado do qual não podia escapar”? Essa é uma das questões levantadas por “Patrimônio”, que ganha nova tradução para o português. Neste livro de 1991, Roth revisita os altos e baixos da relação com o pai. Em uma narrativa que nunca recorre a um estilo sentimental ou autoindulgente, o autor americano, que começou a carreira no estilo corrosivo de “O complexo de Portnoy”, adota um tom mais sóbrio. Essas memórias abrem caminho para as obras de ficção lançada por Roth nos anos seguintes, sobretudo “O teatro de Sabbath”, e a tetralogia composta por “Homem comum”, “Indignação”, “A humilhação” e “Nêmesis”. Poucos autores alcançaram, nas últimas décadas, uma produção tardia tão poderosa.

1 comentário em “Patrimônio: Uma História Verídica – Philip RothAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *