Paris é uma Festa – Ernest Hemingway

Paris é uma Festa – Ernest Hemingway

‘Paris é uma Festa’ revela um Hemingway diferente. Em Paris, aos 22 anos, ele lê, pela primeira vez, clássicos como Tolstói, Dostoievski e Stendhal. Convive com Gertrude Stein, James Joyce, Ezra Pound, F. Scott Fitzgeral, figuras polêmicas e encantadoras para o jovem Hemingway. A cidade e esses ‘companheiros de viagem’ deram-lhe nova dimensão do humano e maior sensibilidade para alcançar os seus dois objetivos primordiais na vida: ser um bom escritor e viver em absoluta fidelidade consigo próprio. Há, em Paris é uma festa, momentos de suave melancolia, alternados com outros de cortante, quase selvagem crueldade. O livro começou a ser escrito no outono de 1957, em Cuba, e foi finalizado na primavera de 1960. Após Ter escrito Paris é uma Festa, Hemingway recapturou, durante algum tempo, a felicidade perdida, o gosto da juventude, vividos naquela época. Depois disso colocou, então, na boca os dois canos da Shotgun, sua carabina de caça predileta, e atirou, acabando assim com sua vida.

 Paris é uma Festa - Ernest Hemingway Ernest Hemingway

‘Paris é uma Festa’ revela um Hemingway diferente. Em Paris, aos 22 anos, ele lê, pela primeira vez, clássicos como Tolstói, Dostoievski e Stendhal. Convive com Gertrude Stein, James Joyce, Ezra Pound, F. Scott Fitzgeral, figuras polêmicas e encantadoras para o jovem Hemingway. A cidade e esses ‘companheiros de viagem’ deram-lhe nova dimensão do humano e maior sensibilidade para alcançar os seus dois objetivos primordiais na vida: ser um bom escritor e viver em absoluta fidelidade consigo próprio. Há, em Paris é uma festa, momentos de suave melancolia, alternados com outros de cortante, quase selvagem crueldade. O livro começou a ser escrito no outono de 1957, em Cuba, e foi finalizado na primavera de 1960. Após Ter escrito Paris é uma Festa, Hemingway recapturou, durante algum tempo, a felicidade perdida, o gosto da juventude, vividos naquela época. Depois disso colocou, então, na boca os dois canos da Shotgun, sua carabina de caça predileta, e atirou, acabando assim com sua vida.

 

 

 Paris é uma Festa - Ernest Hemingway Ernest Hemingway

1 comentário em “Paris é uma Festa – Ernest HemingwayAdicione o seu →

  1. Obrigado Exilado, tomar todo o meu tempo livre, me obrigando a ler vários livros de uma vez só!
    Hahahhaha

    Esse é MUITO MUITO bom!
    Muito obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *