Paraíso Líquido – Luiz Bras

Paraíso Líquido – Luiz Bras

Coletânea de contos Paraíso líquido reúne treze narrativas de fantasia e ficção científica. Fugir do lugar-comum foi o que Luiz Bras tentou com mais afinco, ao escrever cada narrativa dessa coletânea. Se hoje em dia, depois de Oswald, Rosa e Clarice, tornou-se praticamente impossível renovar a linguagem literária, o autor procurou ao menos renovar a temática. Luiz evitou os temas mais explorados pela ficção brasileira contemporânea — periferia, violência urbana, dramas conjugais, adolescentes desnorteados etc. — e procurou privilegiar os menos abordados: o indivíduo diante das novas tecnologias, dos avanços da medicina, das futuras crises sociopolíticas etc. De certa forma, o autor trocou conscientemente as personagens comuns de hoje pelas subjetividades incomuns de amanhã. Paraíso líquido foi publicado com o apoio do ProAC (Programa de Ação Cultural) da Secretaria de Estado da Cultura.

Coletânea de contos Paraíso líquido reúne treze narrativas de fantasia e ficção científica. Fugir do lugar-comum foi o que Luiz Bras tentou com mais afinco, ao escrever cada narrativa dessa coletânea. Se hoje em dia, depois de Oswald, Rosa e Clarice, tornou-se praticamente impossível renovar a linguagem literária, o autor procurou ao menos renovar a temática. Luiz evitou os temas mais explorados pela ficção brasileira contemporânea — periferia, violência urbana, dramas conjugais, adolescentes desnorteados etc. — e procurou privilegiar os menos abordados: o indivíduo diante das novas tecnologias, dos avanços da medicina, das futuras crises sociopolíticas etc. De certa forma, o autor trocou conscientemente as personagens comuns de hoje pelas subjetividades incomuns de amanhã. Paraíso líquido foi publicado com o apoio do ProAC (Programa de Ação Cultural) da Secretaria de Estado da Cultura.

1 comentário em “Paraíso Líquido – Luiz BrasAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *