Os Vivos e Os Mortos Na Sociedade Medieval – Jean-Claude Schmitt

Compartilhe:

Todas as sociedades sempre souberam que o destino humano é a morte, e, por isso, quase todas tentaram imaginar os lugares habitados por seus mortos. Estudando a Idade Média, o autor mostra que os fantasmas são um produto social, ideológico, religioso e cultural que cria vínculos não só entre o passado e o presente – pois é no presente que os mortos renascem entre os vivos -, mas também com o futuro – pois este é o tempo que faz de todos os homens fantasmas em potencial.

 

 

(Visited 7 times, 1 visits today)
Compartilhe:
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Gostou do epubr.club? Por favor, espalhe a palavra :)