Os Homens Que Não Amavam As Mulheres – Millennium #01 – Stieg Larsson

Os Homens Que Não Amavam As Mulheres – Millennium #01 – Stieg Larsson

Primeiro volume de trilogia cult de mistério que se tornou fenômeno mundial de vendas, Os homens que não amavam as mulheres traz uma dupla irresistível de protagonistas-detetives: o jornalista Mikael Blomkvist e a genial e perturbada hacker Lisbeth Salander. Juntos eles desvelam uma trama verdadeiramente escabrosa envolvendo a elite sueca.

Primeiro volume de trilogia cult de mistério que se tornou fenômeno mundial de vendas, Os homens que não amavam as mulheres traz uma dupla irresistível de protagonistas-detetives: o jornalista Mikael Blomkvist e a genial e perturbada hacker Lisbeth Salander. Juntos eles desvelam uma trama verdadeiramente escabrosa envolvendo a elite sueca.

Os homens que não amavam as mulheres é um enigma a portas fechadas – passa-se na circunvizinhança de uma ilha. Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o veelho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada – o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Ou ser morta. Pois Henrik está convencido de que ela foi assassinada. E que um Vanger a matou.

Quase quarenta anos depois o industrial contrata o jornalista Mikael Blomkvist para conduzir uma investigação particular. Mikael, que acabara de ser condenado por difamação contra o financista Wennerström, preocupa-se com a crise de credibilidade que atinge sua revista, a Millennium. Henrik lhe oferece proteção para a Millennium e provas contra Wennerström, se o jornalista consentir em investigar o assassinato de Harriet. Mikael descobre que suas inquirições não são bem-vindas pela família Vanger. E que muitos querem vê-lo pelas costas. De preferência, morto. Com o auxílio de Lisbeth Salander, que conta com uma mente infatigável para a busca de dados – de preferência, os mais sórdidos -, ele logo percebe que a trilha de segredos e perversidades do clã industrial recua até muito antes do desaparecimento ou morte de Harriet. E segue até muito depois…. até um momento presente, desconfortavelmente presente.

94 comentários em “Os Homens Que Não Amavam As Mulheres – Millennium #01 – Stieg LarssonAdicione o seu →

  1. Os Homens Que Não Amavam As Mulheres – Trilogia Millennium – Livro 1 – Stieg Larsson

    Primeiro volume de trilogia cult de mistério que se tornou fenômeno mundial de vendas, Os homens que não amavam as mulheres traz uma dupla irresistível de protagonistas-detetives: o jornalista Mikael Blomkvist e a genial e perturbada hacker Lisbeth Salander. Juntos eles desvelam uma trama verdadeiramente escabrosa envolvendo a elite sueca.

    Os homens que não amavam as mulheres é um enigma a portas fechadas – passa-se na circunvizinhança de uma ilha. Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o veelho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada – o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Ou ser morta. Pois Henrik está convencido de que ela foi assassinada. E que um Vanger a matou.

    Quase quarenta anos depois o industrial contrata o jornalista Mikael Blomkvist para conduzir uma investigação particular. Mikael, que acabara de ser condenado por difamação contra o financista Wennerström, preocupa-se com a crise de credibilidade que atinge sua revista, a Millennium. Henrik lhe oferece proteção para a Millennium e provas contra Wennerström, se o jornalista consentir em investigar o assassinato de Harriet. Mikael descobre que suas inquirições não são bem-vindas pela família Vanger. E que muitos querem vê-lo pelas costas. De preferência, morto. Com o auxílio de Lisbeth Salander, que conta com uma mente infatigável para a busca de dados – de preferência, os mais sórdidos -, ele logo percebe que a trilha de segredos e perversidades do clã industrial recua até muito antes do desaparecimento ou morte de Harriet. E segue até muito depois…. até um momento presente, desconfortavelmente presente.

  2. Gostei muito do filme.
    Não li o livro ainda, mas pretendo lê-lo num futuro próximo.
    Essa maldita pilha só aumenta, não tenho como devorar tantos livros tão rápido…

  3. O filme é excelente, mas como toda adaptação deixa uma série de lacunas para o espectador. Vale a leitura para se ter uma visão completa dos acontecimentos.

  4. Já li o livro e gostei muito. Assisti a versão sueca e a versão americana, enquanto a sueca é ótima, a americana não passei dos 15min de filme. Sofrível!

  5. Vale muito a pena. Eu vi os dois filmes, A versão sueca claramente melhor, mas acho difícil quem não leu o livro entender todas as nuances da história que é bem complexa, acho que se perde muita coisa.
    Leiam o livro, é espetacular.

  6. É uma pena que o Stieg Larsson tenha falecido. Gostei muito deste e dos outros livros da trilogia. História muito bem construida. Prende muito a atenção. Recomendo a todos.

  7. Primeiro livro de uma fantástica trilogia. Os filmes suecos não ficam atrás. Não vi a versão americana. Dizem que a viúva do autor tem um rascunho de um possível livro 4 da Lisbeth. Será verdade?

  8. Excelente livro, peguei emprestado a coleção e a devorei sem piscar. Comprei os livros e agora, vou baixá-los.

    Vale a pena, ainda melhor que o filme (versão sueca). Ainda não vi a versão americana.

  9. Putz, comprei o box com a trilogia e não consegui passar do primeiro. Achei bem mal escritinho, com erredo mal elaborado e personagens bem clichês e pobres…dizem o que segundo é bem melhor, mas não fui conferir.

  10. Comprei os livros de papel Rsrsrsrs antes de descobrir os livros digitais. Simplesmente adorei. Devorei a trilogia. Assisti aos filmes de origem sueca e gostei muito também.

  11. Eu já tenho os três em papel. Leitura recomendadíssima. Bela aquisição para o acervo. Obrigado, Exilado.

    Pra quem está em dúvida, este é o primeiro da série. Dá pra ler independente, mas faz mais sentido ler na ordem.

    Os filmes também são muito bons, principalmente a versão sueca. Os dois priemiros, a meu ver, os melhores. O terceiro filme achei fraco. O livro dá um banho.

  12. Excepcional, de verdade!
    Alguém sabe me indicar um autor que use da mesma linguagem do Larsson?
    Ouvi falarem bem do Lars Kepler, que por sinal também é sueco…

  13. Eu li essa trilogia há algum tempo e me apaixonei pelo escrita, a historia os personagens!
    Os filmes suecos na minha opinião são melhores e mais fieis do que o remake americano, mas gosto é bem pessoal!
    Enfim, recomendo muito a leitura xD

  14. Gostei do livro mas esperava bem mais. Acho q foi por conta dos vários amigos q me prometendo mundos e fundos sobre o livro. ¬¬ De uma maneria geral é bem interessante e esta recomendado.
    Vou começar o segundo da serie em breve. 😉

  15. [email protected] disse:

    Simplesmente divino!!uma das melhores triologias escritas!!!è fascinante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *