Os Buddenbrooks – Thomas Mann

Os Buddenbrooks – Thomas Mann

Os Buddenbrooks, de 1901, para muitos a obra-prima de Mann, narra através de quatro gerações a história de uma família alemã que sintetiza a burguesia do século XIX, de sua origem e seus primeiros sucessos ao apogeu e à decadência definitiva. Assim, os Buddenbrooks não são apenas uma família, mas a metáfora de uma cultura, de uma sociedade e de uma época, das contradições e dos dilemas de uma classe cujo poder e domínio se erguem sobre a fraude, a hipocrisia e a alienação. Como mais tarde em seus demais romances, Thomas Mann desenvolve o tema da arte como a instância privilegiada em que o homem contemporâneo pode refletir sobre si mesmo, sua época e seu meio.

Os-Buddenbrooks-Thomas-MannOs Buddenbrooks, de 1901, para muitos a obra-prima de Mann, narra através de quatro gerações a história de uma família alemã que sintetiza a burguesia do século XIX, de sua origem e seus primeiros sucessos ao apogeu e à decadência definitiva. Assim, os Buddenbrooks não são apenas uma família, mas a metáfora de uma cultura, de uma sociedade e de uma época, das contradições e dos dilemas de uma classe cujo poder e domínio se erguem sobre a fraude, a hipocrisia e a alienação. Como mais tarde em seus demais romances, Thomas Mann desenvolve o tema da arte como a instância privilegiada em que o homem contemporâneo pode refletir sobre si mesmo, sua época e seu meio.

1 comentário em “Os Buddenbrooks – Thomas MannAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *