Os 20 Melhores Livros de Literatura Erótica

Os 20 Melhores Livros de Literatura Erótica

Os livros eróticos existem há mais séculos do que você pode imaginar. Os livros mais recentes, no entanto, são mais voltados para o público feminino, pois descobriu-se que este tipo de livro tem um apelo especial entre a mulherada. De clássicos a livros modernos, confira aqui os 20 melhores livros da história da literatura erótica.

Os livros eróticos existem há mais séculos do que você pode imaginar. Os livros mais recentes, no entanto, são mais voltados para o público feminino, pois descobriu-se que este tipo de livro tem um apelo especial entre a mulherada. De clássicos a livros modernos, confira aqui os 20 melhores livros da história da literatura erótica.


 

1. Trilogia “Peça-me o Que Quiser”

trilogiaAutora: Megan Maxwell

A autora Megan Maxwell ficou conhecida como “A Grey Espanhola”, em referência ao personagem Grey de “50 Tons de Cinza”. Os três livros da série (“Peça-me O Que Quiser”, “Peça-me O Que Quiser Agora e Sempre” e “Peça-me O Que Quiser Ou Deixe-me”) conta a história de Judith Flores, a jovem secretária do alemão Eric Zimmerman, combinando sempre erotismo e romantismo. A série fez tanto sucesso que, a pedido dos fãs, a autora lançou um spin-off, o “Supreenda-me”, um livro que traz personagens secundários da trilogia e que promete ser ainda mais picante.

2. Butterfly

butterflyAutora: Kathryn Harvey

Rodeo Drive é uma das ruas mais famosas e mais caras de compras do mundo. Neste ambiente de luxo e beleza é que se desenrola a história. No andar de cima de uma loja de roupas masculinas existe um clube exclusivo, onde as mulheres são convidadas a deixar suas vidas de lado e serem o que quiserem. A história gira em torno de 4 mulheres: Jessica, que gosta da ideia de que os homens são machos e que as mulheres devem satisfazê-los; Trudie, que dispensa tabus e gosta de ser desafiada; Linda e sua atração por máscaras, e, por fim, a própria dona do clube Butterfly, uma mulher misteriosa, que mudou de identidade e esconde seu passado. No entanto, ela quer revelar seu passado para poder “concretizar sua obsessão secreta”.

3. 120 Dias de Sodoma

120 diasAutor: Marquês de Sade

Se você quer quer conhecer um clássico da literatura erótica, leia “120 Dias de Sodoma”. Pelo nome do autor, “Sade”, você deve imaginar que tenha alguma coisa a ver com sadismo… Tem tudo a ver com sadismo! Esse tipo de fetiche recebeu esse nome por causa das histórias narradas pelo marquês. Seus livros causam repulsa e encanto desde o século XVIII. Em “120 Dias”, conhecemos a história de 4 homens que decidem viver orgias com 46 pessoas durante 4 meses. A ideia é experimentar os mais diversos tipos de “vícios” sexuais. Se você vai amar ou odiar, só lendo para saber.

4. A Vida Sexual de Catherine Millet

a vida sexual

Autora: Catherine Millet

Para quem gosta de livros eróticos com histórias reais, aposte nesse livro. O livro virou um best-seller e nele a autora narra histórias de sua vida sexual para lá de apimentada. São histórias de orgias em grupos de até 150 desconhecidos. Os cenários são os mais variados: estradas, casa de amigos, clubes etc. Além das descrições detalhadas, o livro conta ainda com fotos.

5. A Bibliotecária

A BibliotecáriaAutora: Logan Belle

O trabalho mais chato do universo deve ser o de bibliotecária, certo? O milionário mais cobiçado de Nova York, Sebastian Barnes, quer provar à jovem Regina Finch que este emprego pode ser bem mais movimentado do que parece. Ao observar uma certa cena na biblioteca, Regina fica constrangida e excitada. A partir dessa cena, ela conhece Sebastian que, por sua vez, fica obcecado com a beleza de Regina. Começa então um delicado jogo de dominação, onde Regina aceita ser dominada na cama, mas não fora dela.

6. Trópico de Câncer

Tropico de CancerAutor: Henry Miller

Este livro foi descrito, em sua época, como “notório por sua sexualidade explícita”. Ele foi publicado em 1934 e banido nos Estados Unidos, voltando a ser lido apenas na década de 60. O livro é uma mistura de ficção e realidade na literatura erótica, já que muita coisa (incluindo personagens) foi retirada da vida do autor durante sua estadia em Paris, quando ainda não tinha fama. “Trópico de Câncer” é considerado um dos grandes clássicos da literatura erótica porque, além de falar sem papas nas línguas sobre sexo, ele aborda temas como pobreza, solidão etc.

7. A Casa dos Budas Ditosos

a casaAutor: João Ubaldo Ribeiro

E o Brasil também tem livros eróticos! “A Casa dos Budas Ditosos” foi escrito sob encomenda para integrar uma série de livros sobre os pecados capitais. O tema de João Ubaldo foi “luxúria”. Em apenas 164 páginas conhecemos as histórias contadas por uma senhora de 68 anos. São memórias de sua vida, em especial, sexual e de como ela tentou experimentar tudo o que o sexo poderia proporcionar. A leitura promete ser não apenas erótica, mas também divertida.

8. Cem Escovadas Antes de Ir Para Cama

100 escovadasAutora: Melissa Panarello

Este livro conta as experiências vividas pela autora durante a adolescência. As histórias começam com a perda da virgindade de Melissa aos 15 anos e se desenrola por dois anos, durante os quais Melissa participou de orgias, sexo homossexual, sadomasoquismo, drogas e muito mais. O livro é uma combinação de erotismo com as emoções vividas por Melissa, especialmente seus medos e inseguranças e como a movimentada vida sexual era apenas um reflexo do turbilhão de emoções pelo qual os adolescentes passam. O livro fez tanto sucesso que em 2006 virou o filme “100 Escovadas Antes de Dormir”.

9. Série “Crossfire”

Profundamente-SuaAutora: Sylvia Day

A série “Crossfire” possui 5 livros eróticos, mas apenas os 3 primeiros foram publicados do Brasil. Nele, vemos como Eva, uma jovem de 24 anos, tentou resistir em vão às investidas do obstinado e poderoso Gideon. O problema é que depois de uma vida sexual intensa, os dois se apaixonam, e aí, só lendo para saber se o relacionamento consegue se sustentar. Depois de “50 Tons de Cinza”, “Toda Sua” foi a bola da vez nos Estados Unidos e ficou semanas e semanas em primeiro lugar na lista dos mais vendidos.

10.  As 100 Melhores Histórias Eróticas da Literatura Universal

100 melhores historiasAutor: Vários; Organizador: Flávio Moreira da Costa

Se você prefere ler histórias mais curtas e variadas, procure esta coletânea. Nele, o organizador Flávio Moreira buscou histórias de todos os séculos e dos quatro cantos do mundo e colocou à sua disposição neste livro. Além de serem autores e histórias renomados, você vai ficar conhecendo um pouco mais sobre como o erotismo era visto na Grécia antes de Cristo nascer até os dias atuais.

11 – Elogio da madrasta

2014-04-10-Elogiodamadrasta2.jpg

Autor: Mario Vargas Llosa
No romance, o peruano cria um contraponto perfeito entre o amor e a inocência, inspirado, segundo alguns acreditam, na sua própria vida. Ele revela a sensualidade de dona Lucrécia, casada com dom Rigoberto e madrasta de Fonchito, com quem acaba se envolvendo.

“Enquanto avançava para ele, também risonha, dona Lucrecia surpreendeu – adivinhou? – nos olhos do enteado um olhar que passava da alegria ao desconcerto e se fixava, atônito, em seu busto.”

 

12 – Mulheres

2014-04-10-Mulheres.png

Autor: Charles Bukowski

O terceiro romance de Bukovski narra as aventuras sexuais do alter ego do autor, Henry Chinaski. Aos 55, o protagonista está de volta às pistas com os tipos mais loucos de mulheres depois de quatro anos longe do sexo.

“Ela gemia, com a cabeça apoiada no travesseiro. “Ãããiiii…” Maneirei e fiquei só bimbando de leve.”

13 – O amante

2014-04-10-Duras.png

Autor: Marguerite Duras

Considerado o livro mais autobiográfico da escritora, dramaturga e cineasta, o romance narra um episódio da adolescência de Duras: sua iniciação sexual, aos 15 anos e meio, com um chinês rico de Saigon.

“Ele lhe arranca o vestido, joga-o longe, arranca a calcinha branca de algodão e a leva nua para a cama. Então, vira-se para o outro lado e chora.”

 

14 – Pequenos pássaros

2014-04-10-Anais.png

Autor: Anaïs Nin

As 13 histórias presentes no livro trazem pessoas – sobretudo mulheres – que dão vazão à paixão sob todas as formas e encaram seus mais variados anseios sexuais.

“Depois, me tocava devagar, como se não quisesse me despertar, até que eu ficava molhada. Aí, seus dedos passavam a se mover mais depressa. Ficávamos com as bocas coladas, as línguas se acariciando.”

 

15 – Pornopopeia

2014-04-10-Porno.png

Autor: Reinaldo Moraes

Zeca é um cineasta marginal e obcecado por drogas, bebidas e mulheres. Sem dinheiro, ele se mete em um rolo atrás do outro.

“A certa altura, dando uns tiros de olho ao redor, flagrei-me num dos espelhos mágicos com a cara lambuzada de rouge-xoxotte.”

 

16 – A filosofia na alcova

2014-04-10-filosodia.png

Autor: Marquês de Sade

O romance se passa em um quarto e trata da educação sexual de uma jovem apresentando, além do erotismo, posições ideológicas que discutem os ideais republicanos e as submissões de uma maneira geral.

“Aos vinte e seis anos, já deveria ser uma beata e não passo da mais devassa de todas as mulheres. (…) Acreditava que, me limitando às mulheres, conseguiria tranquilidade; que meus desejos, uma vez concentrados em meu sexo, não transbordariam sobre o seu.”

 

17 – O Sofá

2014-04-10-Sofa.png

Autor: Crébillon Fils

Condenado por decreto divino a reencarnar sucessivas vezes como um sofá, o narrador tem de sustentar e dar apoio, literalmente, a diversos tipos de aventuras amorosas e sexuais.

“Enrubecendo pelo que sentia, queimava de vontade de sentir mais; sem imaginar novos prazeres, desejando-os…”

18 – O amante de Lady Chatterley

2014-04-10-Lawrence.jpg

Autor: D. H. Lawrence

Repleto de palavrões e sexo explícito, o livro conta a história de um homem da classe trabalhadora e uma mulher da burguesia que se apaixonam intensamente.

“(…) Até que, de súbito, numa delicada convulsão, o mais vivo do seu espasmo foi alcançado; ela o sentiu alcançado – e tudo se consumou: seu ‘eu’ esvaiu-se; Constance não era mais Constance, e sim apenas mulher.”

 

19. A História de O

images.livrariasaraiva.com.br

Autor:Pauline Réage

Neste romance erótico, Anne Desclos usa o pseudônimo Pauline Réage. O livro foi publicado em 1954, na França e conta a história de uma mulher livre e independente que se torna escrava sexual de seu amante René e outros homens.

 

20. Decameron

Capa_Decameron_Boccaccio.indd

 

Autor: Giovanni Boccaccio

Na Toscana assolada pela peste negra em meados do século XIV, dez jovens refugiam-se nas montanhas e passam os dias de forma serena, contando histórias. Eis a moldura narrativa maior de Decameron (do grego, “dez dias”), obra-prima de Giovanni Boccaccio (1313-1375) que, junto com Dante Alighieri e Francesco Petrarca, compõe a tríade das grandes vozes do Renascimento italiano.

1 comentário em “Os 20 Melhores Livros de Literatura EróticaAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *