Operação Rhinemann – Robert Ludlum

Operação Rhinemann – Robert Ludlum

Segundo semestre de 1943. O desfecho da Segunda Guerra Mundial ainda era duvidoso. Os alemães, de um lado, concentravam todos os seus esforços nos foguetes que, disparados de seu território, deveriam atingir Londres. Os Aliados, de outro lado, preparavam a segunda frente que se iria realizar com o desembarque na Normandia. Aviões de grande altitude, capazes de efetuar os bombardeios de saturação indispensáveis para a invasão da Europa, tinham absoluta prioridade.

Operação Rhinemann - Robert LudlumSegundo semestre de 1943. O desfecho da Segunda Guerra Mundial ainda era duvidoso. Os alemães, de um lado, concentravam todos os seus esforços nos foguetes que, disparados de seu território, deveriam atingir Londres. Os Aliados, de outro lado, preparavam a segunda frente que se iria realizar com o desembarque na Normandia. Aviões de grande altitude, capazes de efetuar os bombardeios de saturação indispensáveis para a invasão da Europa, tinham absoluta prioridade.

Para que os foguetes de longo alcance funcionassem, eram imprescindíveis os diamantes industriais, que os alemães só encontravam numa parte da África em poder dos Aliados. Para os bombardeiros, os Aliados precisavam de um tipo de giroscópio fabricado apenas na Alemanha.

Estava assim criada uma situação de difícil impasse. Governantes, industriais e militares começavam a ceder ao pânico. A única solução se afigura estranha, mas inevitável: os inimigos chegam a um acordo inconfessável, e decidem trocar diamantes industriais por giroscópios. Local marcado para a troca: Buenos Aires.

Representando os Estados Unidos, o agente de espionagem designado para essa missão nada sabe de concreto. No entanto, não tarda a perceber que a missão não era tão simples quanto as instruções que recebera faziam supor: e vê-se de repente a ponto de perder o juízo, a vida e a vida da mulher amada, num verdadeiro redemoinho de desespero.

 

1 comentário em “Operação Rhinemann – Robert LudlumAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *