O valor do riso e outros ensaios – Virginia Woolf

O valor do riso e outros ensaios – Virginia Woolf

O crítico e poeta Leonardo Fróes selecionou e traduziu 28 ensaios de Virginia Woolf, a maior parte inédita no Brasil. Os textos foram produzidos entre 1905 e 1940, publicados originalmente como artigos para jornais e revistas com os quais Virginia colaborava. Neles, é possível verificar o mesmo talento da ficcionista, agora aplicado a outro gênero, através do qual vemos uma Virginia mais mundana, voltada para os movimentos exteriores – eis aqui uma observadora afiada, resenhista destemida, além de crítica perspicaz e militante. Em ‘Mulheres e ficção’, por exemplo, a autora avalia a evolução da escrita feminina em paralelo à própria libertação da mulher. Em ‘Batendo pernas nas ruas – uma aventura em Londres’, a compra de um simples lápis se transforma numa forte experiência de abertura ao mundo. Há também ensaios que traçam perfis de mulheres fascinantes, das mais conhecidas – como Jane Austen, Sara Bernhardt e Dorothy Wordsworth – até as esquecidas Lady Elizabeth Holland e Louise de La Valière. Em outros textos, Virginia trata – e muitas vezes põe em xeque – dos ofícios das letras; é o caso de ‘Como se deve ler um livro?’, ‘O leitor comum’, ‘A arte da biografia’ e os corajosos ‘Resenhando’ e ‘Ficção moderna’.

O crítico e poeta Leonardo Fróes selecionou e traduziu 28 ensaios de Virginia Woolf, a maior parte inédita no Brasil. Os textos foram produzidos entre 1905 e 1940, publicados originalmente como artigos para jornais e revistas com os quais Virginia colaborava. Neles, é possível verificar o mesmo talento da ficcionista, agora aplicado a outro gênero, através do qual vemos uma Virginia mais mundana, voltada para os movimentos exteriores – eis aqui uma observadora afiada, resenhista destemida, além de crítica perspicaz e militante. Em ‘Mulheres e ficção’, por exemplo, a autora avalia a evolução da escrita feminina em paralelo à própria libertação da mulher. Em ‘Batendo pernas nas ruas – uma aventura em Londres’, a compra de um simples lápis se transforma numa forte experiência de abertura ao mundo. Há também ensaios que traçam perfis de mulheres fascinantes, das mais conhecidas – como Jane Austen, Sara Bernhardt e Dorothy Wordsworth – até as esquecidas Lady Elizabeth Holland e Louise de La Valière. Em outros textos, Virginia trata – e muitas vezes põe em xeque – dos ofícios das letras; é o caso de ‘Como se deve ler um livro?’, ‘O leitor comum’, ‘A arte da biografia’ e os corajosos ‘Resenhando’ e ‘Ficção moderna’.

1 comentário em “O valor do riso e outros ensaios – Virginia WoolfAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *