O Progresso do Conhecimento – Francis Bacon

Compartilhe:
Os ensaios deste livro se organizam segundo a concepção benjaminiana da modernidade que, do Drama barroco alemão às Passagens, procura compreender o capitalismo atual, associando o fenômeno do fetichismo à vida política e ao estado de exceção. Procedendo a uma reformulação das concepções de Marx e de Freud, com Baudelaire e o surrealismo, acompanhamos as transformações identificadas por Benjamin no mundo moderno. O conceito benjaminiano de “sex appeal do inorgânico” contém, modificando-o e ampliando-o, o fetiche em sua caracterização marxista e freudiana, pois Benjamin trata de um fetichismo inédito, marcado por sua capacidade em eliminar as barreiras que separam o orgânico do inorgânico, fazendo com que cada um possa se sentir “em casa” tanto no mundo inanimado quanto naquele de “carne e osso”.

Quer baixar rapidamente e sem propaganda? Torna-se nosso patrono clicando aqui

(Visited 507 times, 3 visits today)
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *