O Planeta 8 – Doris Lessing

O Planeta 8 – Doris Lessing

Shikasta – o planeta Terra sob o domínio do Império Galático de Canopus – é apenas uma sombra, a esperança de salvação do povo do Planeta 8, que luta contra as implacáveis geleiras que os assolam. Mudando radicalmente de ponto de vista, apresentando o relato de um dos Representantes do Planeta 8, Doris Lessing fornece mais uma chave para o entendimento desse distante mas também tão próximo universo de Canopus, descobrindo assim uma das grandes missões da ficção científica: reinventar o Mito em plena era da Ciência.

Funcionando como contraponto e contraplano dos precedentes livros da série ‘Canopus em Argus: Arquivos’, ‘O Planeta 8 – Operação Salvamento’ continua a compor o painel da história do domínio de Canopus sobre a região galática aonde está a terra. Mas agora o foco da atenção é a avassaladora Idade do Gelo que ataca a população de um pequeno planeta, marcando a mudança de suas relações com Canopus e uma verdadeira encruzilhada no seu caminho evolutivo.

Nesta obra, a autora cria uma espécie de “outra dimensão”, na qual se encontram os significados de outras vidas, e nas quais os aspectos materiais e espirituais de todas as coisas são conciliáveis. Nos limites extremos da sobrevivência evidenciam-se as contradições e também a força de uma sociedade e de seus integrantes. Os habitantes do Planeta 8, acostumados a depender das instruções de Canopus para organizarem suas vidas, são obrigados pelas circunstâncias a escolherem entre a luta desesperada (e talvez inútil) pela vida, ou uma compreensão maior do sentido da existência.

Podendo ser lida sob diferentes prismas (social, filosófico, político, ecológico), a história deste livro é narrada de uma forma comovente, pontilhada de momentos poéticos – mas ao mesmo tempo enérgica, como se fosse uma resposta ao medo físico e às indagações metafísicas dos habitantes do planeta.

O Planeta 8 – Doris LessingShikasta – o planeta Terra sob o domínio do Império Galático de Canopus – é apenas uma sombra, a esperança de salvação do povo do Planeta 8, que luta contra as implacáveis geleiras que os assolam. Mudando radicalmente de ponto de vista, apresentando o relato de um dos Representantes do Planeta 8, Doris Lessing fornece mais uma chave para o entendimento desse distante mas também tão próximo universo de Canopus, descobrindo assim uma das grandes missões da ficção científica: reinventar o Mito em plena era da Ciência.

Funcionando como contraponto e contraplano dos precedentes livros da série ‘Canopus em Argus: Arquivos’, ‘O Planeta 8 – Operação Salvamento’ continua a compor o painel da história do domínio de Canopus sobre a região galática aonde está a terra. Mas agora o foco da atenção é a avassaladora Idade do Gelo que ataca a população de um pequeno planeta, marcando a mudança de suas relações com Canopus e uma verdadeira encruzilhada no seu caminho evolutivo.

Nesta obra, a autora cria uma espécie de “outra dimensão”, na qual se encontram os significados de outras vidas, e nas quais os aspectos materiais e espirituais de todas as coisas são conciliáveis. Nos limites extremos da sobrevivência evidenciam-se as contradições e também a força de uma sociedade e de seus integrantes. Os habitantes do Planeta 8, acostumados a depender das instruções de Canopus para organizarem suas vidas, são obrigados pelas circunstâncias a escolherem entre a luta desesperada (e talvez inútil) pela vida, ou uma compreensão maior do sentido da existência.

Podendo ser lida sob diferentes prismas (social, filosófico, político, ecológico), a história deste livro é narrada de uma forma comovente, pontilhada de momentos poéticos – mas ao mesmo tempo enérgica, como se fosse uma resposta ao medo físico e às indagações metafísicas dos habitantes do planeta.