O Piolho Viajante – Antônio Manuel Policarpo da Silva

O Piolho Viajante – Antônio Manuel Policarpo da Silva

A história, narrada por um piolho, que viaja por 72 cabeças, relatando a vida e os vícios dos mais diferentes tipos sociais da sociedade portuguesa do final do século XVIII. Este viaja por uma série de cabeças das mais variadas, entre elas as de um estudante, uma cigana, um filósofo, um poeta, um ladrão, um camponês, um vendedor, um juiz, uma lavadeira, um boticário, além de dezenas de outras, todos com as suas “carapuças” tecidas, por vezes de forma impiedosa, pelo peculiar narrador.

A obra humorística e satírica “O Piolho Viajante – Viagens em Mil e Uma Carapuças” foi um dos livros mais lidos em Portugal no século XIX.

Lançado inicialmente em folhetos semanais, sob autor anônimo, que completam 72 “carapuças” – ou capítulos correspondentes à vida das pessoas cuja cabeça o piolho narrador visita e comenta – veio depois a ser publicado em 1821, com autoria atribuída a Antônio Manuel Policarpo da Silva e tornou-se um verdadeiro “best-seller”.

 O Piolho Viajante – Antônio Manuel Policarpo da Silva Antônio Manuel Policarpo da Silva

 O Piolho Viajante – Antônio Manuel Policarpo da Silva Antônio Manuel Policarpo da Silva   A história, narrada por um piolho, que viaja por 72 cabeças, relatando a vida e os vícios dos mais diferentes tipos sociais da sociedade portuguesa do final do século XVIII. Este viaja por uma série de cabeças das mais variadas, entre elas as de um estudante, uma cigana, um filósofo, um poeta, um ladrão, um camponês, um vendedor, um juiz, uma lavadeira, um boticário, além de dezenas de outras, todos com as suas “carapuças” tecidas, por vezes de forma impiedosa, pelo peculiar narrador.

A obra humorística e satírica “O Piolho Viajante – Viagens em Mil e Uma Carapuças” foi um dos livros mais lidos em Portugal no século XIX.

Lançado inicialmente em folhetos semanais, sob autor anônimo, que completam 72 “carapuças” – ou capítulos correspondentes à vida das pessoas cuja cabeça o piolho narrador visita e comenta – veio depois a ser publicado em 1821, com autoria atribuída a Antônio Manuel Policarpo da Silva e tornou-se um verdadeiro “best-seller”.

 O Piolho Viajante – Antônio Manuel Policarpo da Silva Antônio Manuel Policarpo da Silva