cover

O Homem dos Círculos Azuis – Fred Vargas

Quase todas as manhãs, o delegado Jean-Baptiste Adamsberg investiga um misterioso círculo de giz azul que tem aparecido nas calçadas de Paris. Em cada círculo, uma sucata diferente: um pombo morto, um brinco, uma pinça de sobrancelhas, uma cabeça de boneca, um cocô de cachorro, uma vela, uma touca de natação, uma bolsa. Embora Adamsberg leve a sério a investigação, ele vira alvo de chacota na delegacia.

Mas a piada perde a graça quando, numa quinta-feira de manhã, uma rolha e uma mulher degolada, com os olhos voltados para o céu, aparecem dentro dos círculos. Em volta do cadáver, a inscrição: “Ô Bento, seu azarento, na rua com esse vento?”.

Um cego, uma oceanógrafa e uma velhinha que parece um musaranho são os outros personagens desta trama, que traz o detetive Adamsberg na pista de um maníaco à solta pelas ruas de Paris, armado com um giz azul.

Quase todas as manhãs, o delegado Jean-Baptiste Adamsberg investiga um misterioso círculo de giz azul que tem aparecido nas calçadas de Paris. Em cada círculo, uma sucata diferente: um pombo morto, um brinco, uma pinça de sobrancelhas, uma cabeça de boneca, um cocô de cachorro, uma vela, uma touca de natação, uma bolsa. Embora Adamsberg leve a sério a investigação, ele vira alvo de chacota na delegacia.

Mas a piada perde a graça quando, numa quinta-feira de manhã, uma rolha e uma mulher degolada, com os olhos voltados para o céu, aparecem dentro dos círculos. Em volta do cadáver, a inscrição: “Ô Bento, seu azarento, na rua com esse vento?”.

Um cego, uma oceanógrafa e uma velhinha que parece um musaranho são os outros personagens desta trama, que traz o detetive Adamsberg na pista de um maníaco à solta pelas ruas de Paris, armado com um giz azul.

1 comentário em “O Homem dos Círculos Azuis – Fred VargasAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *