O Homem Desenraizado – Tzvetan Todorov

O Homem Desenraizado – Tzvetan Todorov

A sensação de pertencer a duas culturas ao mesmo tempo é o tema de ‘O homem desenraizado’, no qual Tzvetan Todorov reflete sobre a Bulgária, país onde cresceu, a França, país do qual ele se sente cidadão, e ainda sobre os Estados Unidos, que visita anualmente há três décadas e onde não consegue se sentir mais que visitante. Em um balanço autobiográfico crítico, o autor acerta as contas com seu passado e faz um diagnóstico da democracia e de seus males. Todorov mostra que o homem arrancado de seu meio aprende a não confundir o real com o ideal, o cultural com o natural, e, superando o ressentimento pela hostilidade de seus anfitriões, descobre a tolerância, ao mesmo tempo que deflagra neles o processo de ‘estranhar-se’ e a compreensão de que ‘somos todos híbridos’.

O Homem Desenraizado - Tzvetan TodorovA sensação de pertencer a duas culturas ao mesmo tempo é o tema de ‘O homem desenraizado’, no qual Tzvetan Todorov reflete sobre a Bulgária, país onde cresceu, a França, país do qual ele se sente cidadão, e ainda sobre os Estados Unidos, que visita anualmente há três décadas e onde não consegue se sentir mais que visitante. Em um balanço autobiográfico crítico, o autor acerta as contas com seu passado e faz um diagnóstico da democracia e de seus males. Todorov mostra que o homem arrancado de seu meio aprende a não confundir o real com o ideal, o cultural com o natural, e, superando o ressentimento pela hostilidade de seus anfitriões, descobre a tolerância, ao mesmo tempo que deflagra neles o processo de ‘estranhar-se’ e a compreensão de que ‘somos todos híbridos’.

1 comentário em “O Homem Desenraizado – Tzvetan TodorovAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *