O Harlem é Escuro – Chester Himes

O Harlem é Escuro – Chester Himes

Chester Himes, em O Harlem é escuro (no original, Blind Man with a Pistol) produziu um dos mais autênticos e brutais retratos desse bairro americano na metade do século passado. No livro, os policiais Coffin Ed e Grave Digger, respectivamente “Ed-Caixão” e “Coveiro”, têm de lidar diariamente com o submundo do crime e resolver assassinatos e roubos banhados em muito sangue. À diferença de outros escritores do gênero, Himes imprimiu um tom de realidade à dupla de policiais, que rodava com sua viatura pelas ruas do Harlem – fielmente retratadas -, lado a lado com os criminosos.

Himes (1909-1984) conhecia muito bem o bairro americano onde ambientou a maioria dos seus romances. Nascido no estado do Missouri, nos Estados Unidos, teve uma breve passagem pela Universidade de Cleveland, até ser preso por roubo a mão armada. Começou a escrever justamente no período em que permaneceu na cadeia, entre 1929 e 1936.

Himes publicou suas primeiras histórias em diversos periódicos norte-americanos, como Atlanta Daily World e Esquire. Seu primeiro romance, If He Hollers, Let Him Go (1945), ambientado no Harlem, já tem o racismo como tema central. Em 1953, o autor se radicou na França, onde escreveu a maioria dos seus romances, inclusive O Harlem é escuro. A experiência na prisão resultou no seu livro mais autobiográfico, O passado fará você chorar, lançado apenas em 1998.

Chester Himes, em O Harlem é escuro (no original, Blind Man with a Pistol) produziu um dos mais autênticos e brutais retratos desse bairro americano na metade do século passado. No livro, os policiais Coffin Ed e Grave Digger, respectivamente “Ed-Caixão” e “Coveiro”, têm de lidar diariamente com o submundo do crime e resolver assassinatos e roubos banhados em muito sangue. À diferença de outros escritores do gênero, Himes imprimiu um tom de realidade à dupla de policiais, que rodava com sua viatura pelas ruas do Harlem – fielmente retratadas -, lado a lado com os criminosos.

Himes (1909-1984) conhecia muito bem o bairro americano onde ambientou a maioria dos seus romances. Nascido no estado do Missouri, nos Estados Unidos, teve uma breve passagem pela Universidade de Cleveland, até ser preso por roubo a mão armada. Começou a escrever justamente no período em que permaneceu na cadeia, entre 1929 e 1936.

Himes publicou suas primeiras histórias em diversos periódicos norte-americanos, como Atlanta Daily World e Esquire. Seu primeiro romance, If He Hollers, Let Him Go (1945), ambientado no Harlem, já tem o racismo como tema central. Em 1953, o autor se radicou na França, onde escreveu a maioria dos seus romances, inclusive O Harlem é escuro. A experiência na prisão resultou no seu livro mais autobiográfico, O passado fará você chorar, lançado apenas em 1998.

1 comentário em “O Harlem é Escuro – Chester HimesAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *