O Dominó Preto – Florbela Espanca

O Dominó Preto – Florbela Espanca

Escrito por Florbela em 1927, quatro anos antes de outro livro de contos “Máscaras do Destino”, no entanto só publicado em 1982, 50 anos após a sua precoce morte, devido a disputas de partilhas dos direitos de autor.

Desiludida por não ter, na altura, encontrado uma editora que publicasse o seu livro de poemas “Charneca em Flor” (que viria depois a dar-lhe fama) , Florbela Espanca decide abandonar por uns tempos a Poesia e ingressar na Prosa através da forma do Conto – decisão muito provavelmente impulsionada pelo seu trabalho de tradutora de romances franceses que assumira naquele ano.

Não há indícios que demonstram que Florbela alguma vez tivesse pretensão de publicar estes seus contos. No inicio do manuscrito, que não assinou, nem datou, deixou esta anotação: ”Primeiros ensaios (coisas para aproveitar) ou antes, para não aproveitar… Tolices!” dando a entender que a própria não olhava com muita seriedade para estas suas incursões na prosa.

Escrito por Florbela em 1927, quatro anos antes de outro livro de contos “Máscaras do Destino”, no entanto só publicado em 1982, 50 anos após a sua precoce morte, devido a disputas de partilhas dos direitos de autor.

Desiludida por não ter, na altura, encontrado uma editora que publicasse o seu livro de poemas “Charneca em Flor” (que viria depois a dar-lhe fama) , Florbela Espanca decide abandonar por uns tempos a Poesia e ingressar na Prosa através da forma do Conto – decisão muito provavelmente impulsionada pelo seu trabalho de tradutora de romances franceses que assumira naquele ano.

Não há indícios que demonstram que Florbela alguma vez tivesse pretensão de publicar estes seus contos. No inicio do manuscrito, que não assinou, nem datou, deixou esta anotação: ”Primeiros ensaios (coisas para aproveitar) ou antes, para não aproveitar… Tolices!” dando a entender que a própria não olhava com muita seriedade para estas suas incursões na prosa.

 

1 comentário em “O Dominó Preto – Florbela EspancaAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *