O Crime do Poder Negro – Ellery Queen

O Crime do Poder Negro – Ellery Queen

Ellery Queen é o pseudônimo de dois primos do Brooklin, Nova York, Daniel Nathan, ou Frederic Dannay (1905-1982), e Manford Emanuel Lepofsky, ou Manfred Bennington Lee (1905-1971). Em suas tramas, o detetive amador Ellery Queen é sempre o personagem central. No fim da carreira, porém, permitiram que ghostwriters escrevessem seus livros sob a assinatura Ellery Queen, sem a presença, porém, do célebre detetive. Em três desses romances figura Micah “Mike” McCall, o “solucionador de problemas do governador”, e em seis, o detetive Tim Corrigan. O autor de ficção científica Jack Vance escreveu três originais, inclusive A Room to Die In, um mistério de assassinato em sala fechada.

Este O Crime do Poder Negro (The Black Hearts Murder, 1970), escrito por Richard Deming, é o segundo com Mike McCall (os outros são The Campus Murders e The Blue Movie Murders), publicados entre 1969 e 1972. A série Troubleshooter foi criada para tratar de questões contemporâneas. McCall resolve problemas pessoais do governador. É homem de ação, e não um herói cerebral – estudou direito em Illinois antes de descobrir que advocacia era trabalho burocrático, foi fuzileiro e detetive particular e, ao contrário de EQ, envolve-se em perseguições e brigas corporais.

Nesta trama, o ativista negro Harlan James, de Banbury, chefe de uma organização chamada Black Hearts, está prestes a ser julgado por terrorismo. No entanto, o prefeito local diz ao governador Holland que o ativista está sendo incriminado pelo promotor, que manipula um conflito racial com vistas à eleição que se aproxima. A missão de McCall é desarmar os ânimos antes que a violência exploda.

O Crime do Poder Negro – Ellery QueenEllery Queen é o pseudônimo de dois primos do Brooklin, Nova York, Daniel Nathan, ou Frederic Dannay (1905-1982), e Manford Emanuel Lepofsky, ou Manfred Bennington Lee (1905-1971). Em suas tramas, o detetive amador Ellery Queen é sempre o personagem central. No fim da carreira, porém, permitiram que ghostwriters escrevessem seus livros sob a assinatura Ellery Queen, sem a presença, porém, do célebre detetive. Em três desses romances figura Micah “Mike” McCall, o “solucionador de problemas do governador”, e em seis, o detetive Tim Corrigan. O autor de ficção científica Jack Vance escreveu três originais, inclusive A Room to Die In, um mistério de assassinato em sala fechada.

Este O Crime do Poder Negro (The Black Hearts Murder, 1970), escrito por Richard Deming, é o segundo com Mike McCall (os outros são The Campus Murders e The Blue Movie Murders), publicados entre 1969 e 1972. A série Troubleshooter foi criada para tratar de questões contemporâneas. McCall resolve problemas pessoais do governador. É homem de ação, e não um herói cerebral – estudou direito em  Illinois antes de descobrir que advocacia era trabalho burocrático, foi fuzileiro e detetive particular e, ao contrário de EQ, envolve-se em perseguições e brigas corporais.

Nesta trama, o ativista negro Harlan James, de Banbury, chefe de uma organização chamada Black Hearts, está prestes a ser julgado por terrorismo. No entanto, o prefeito local diz ao governador Holland que o ativista está sendo incriminado pelo promotor, que manipula um conflito racial com vistas à eleição que se aproxima. A missão de McCall é desarmar os ânimos antes que a violência exploda.

1 comentário em “O Crime do Poder Negro – Ellery QueenAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *