O coronel e o lobisomem – José Cândido de Carvalho

O coronel e o lobisomem – José Cândido de Carvalho

Com a publicação de O coronel e o lobisomem, a Companhia das Letras tem o prazer de anunciar seu projeto de reedição das obras de José Cândido de Carvalho (1914-1989).
A produção literária desse artífice da palavra ágil, do humor, de uma luxuriante imaginação e de um elenco inesquecível de personagens ganha agora uma nova roupagem, à altura de um autor que merece circular ainda mais entre os leitores de todas as idades.
Ao longo dos próximos anos, obras como Por que Lulu Bergantim não atravessou o Rubicon, Um ninho de mafagafos cheio de mafagafinhos, Olha para o céu, Frederico! e outros títulos receberão tratamento editorial à altura de sua importância: projeto gráfico moderno e elegante, posfácios a cargo dos melhores autores e críticos contemporâneos, divulgação escolar, edições eletrônicas, antologias.
O coronel e o lobisomem, obra-prima publicada em 1964, continua sendo até hoje um dos pilares do realismo mágico à brasileira. Adaptado com justiça ao cinema, é diversão literária para quase todas as idades. Conta a história de Ponciano de Azevedo Furtado, que enlouquece depois de deixar o campo pela cidade. Tudo isso, porém, numa linguagem viva, com situações que alternam o humor e o fantástico e com direito a sereias, onças, rabos de saia e – claro – o tal do lobisomem do título.
O coronel e o lobisomem é, acima de tudo, um romance narrado em língua de Brasil.
Socorro Acioli, autora de A cabeça do Santo

 O coronel e o lobisomem – José Cândido de Carvalho José Cândido de Carvalho

Com a publicação de O coronel e o lobisomem, a Companhia das Letras tem o prazer de anunciar seu projeto de reedição das obras de José Cândido de Carvalho (1914-1989).
A produção literária desse artífice da palavra ágil, do humor, de uma luxuriante imaginação e de um elenco inesquecível de personagens ganha agora uma nova roupagem, à altura de um autor que merece circular ainda mais entre os leitores de todas as idades.
Ao longo dos próximos anos, obras como Por que Lulu Bergantim não atravessou o Rubicon, Um ninho de mafagafos cheio de mafagafinhos, Olha para o céu, Frederico! e outros títulos receberão tratamento editorial à altura de sua importância: projeto gráfico moderno e elegante, posfácios a cargo dos melhores autores e críticos contemporâneos, divulgação escolar, edições eletrônicas, antologias.
O coronel e o lobisomem, obra-prima publicada em 1964, continua sendo até hoje um dos pilares do realismo mágico à brasileira. Adaptado com justiça ao cinema, é diversão literária para quase todas as idades. Conta a história de Ponciano de Azevedo Furtado, que enlouquece depois de deixar o campo pela cidade. Tudo isso, porém, numa linguagem viva, com situações que alternam o humor e o fantástico e com direito a sereias, onças, rabos de saia e – claro – o tal do lobisomem do título.
O coronel e o lobisomem é, acima de tudo, um romance narrado em língua de Brasil.
Socorro Acioli, autora de A cabeça do Santo

 O coronel e o lobisomem – José Cândido de Carvalho José Cândido de Carvalho

1 comentário em “O coronel e o lobisomem – José Cândido de CarvalhoAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *