librozolo-revista-616-x-925

O corno de si mesmo e outras historietas – Marquês de Sade

Escritos nada menos que durante o período em que o marquês de Sade ficou preso na Bastilha, por volta de 1787, os contos aqui reunidos foram editados apenas em 1926. Nestas histórias, o marquês, no seu melhor estilo, afronta todos os tipos de instituições, especialmente a do casamento. Protagonizadas por maridos devassos e mulheres submissas, ou ainda por maridos depravados e mulheres mais ainda, contam com a plêiade de personagens que são caros ao autor: padres ardilosos, mocinhas castas e ardentes prostitutas se revezam no universo da traição e da depravação. Um contista nato, o marquês de Sade, que passou quase metade de sua vida entre prisões e sanatórios, foi capaz de escandalizar gerações e de ser censurado um século e meio após sua morte.

Escritos nada menos que durante o período em que o marquês de Sade ficou preso na Bastilha, por volta de 1787, os contos aqui reunidos foram editados apenas em 1926. Nestas histórias, o marquês, no seu melhor estilo, afronta todos os tipos de instituições, especialmente a do casamento. Protagonizadas por maridos devassos e mulheres submissas, ou ainda por maridos depravados e mulheres mais ainda, contam com a plêiade de personagens que são caros ao autor: padres ardilosos, mocinhas castas e ardentes prostitutas se revezam no universo da traição e da depravação. Um contista nato, o marquês de Sade, que passou quase metade de sua vida entre prisões e sanatórios, foi capaz de escandalizar gerações e de ser censurado um século e meio após sua morte.

Quer baixar rapidamente e sem propaganda? Torna-se nosso patrono clicando aqui

1 comentário em “O corno de si mesmo e outras historietas – Marquês de SadeAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *