O Conde Negro – Tom Reiss

O Conde Negro – Tom Reiss

Existe uma história real por trás da obra-prima de Alexandre Dumas. Um homem de carne e osso inspirou o escritor francês a criar o personagem Edmond Dantès, de O conde de Monte Cristo, e também os três mosqueteiros. Seu nome era Alex Dumas, um fascinante e destemido cavaleiro mulato e pai de Alexandre, o romancista.
Vencedor do Prêmio Pulitzer de Biografia, Tom Reiss narra de maneira primorosa a vida um dos grandes heróis de todos os tempos, um homem hoje quase desconhecido, mas com uma história pessoal curiosamente familiar. Nascido na colônia francesa de Saint-Domingue, em 1762, filho de um aristocrata sem escrúpulos, o marquês de la Pailleterie, e uma escrava negra, Marie Cessette Dumas, Alex era apenas um menino quando seu pai o vendeu para poder pagar a viagem de volta à França. Depois de seis meses, no entanto, o marquês o tirou do cativeiro e o levou para a França, onde ascendeu ao comando de um exército de mais de 50 mil homens no auge da Revolução Francesa — até conhecer um inimigo implacável que não podia derrotar: Napoleão Bonaparte.
O Conde Negro, a verdadeira e incrível história do homem que inspirou a obra-prima de Alexandre Dumas, é ao mesmo tempo uma história vibrante de aventura, uma jornada que transborda detalhes da história europeia do fim do século XVIII e uma janela para a primeira sociedade multirracial do mundo moderno. É também uma narrativa emocionante sobre os laços inquebrantáveis do amor entre pai e filho. Baseando-se em documentos até então desconhecidos, cartas, relatórios militares e o diário escrito pela mão do próprio Alex Dumas, a biografia é uma obra-prima de não ficção.

O Conde Negro - Tom ReissExiste uma história real por trás da obra-prima de Alexandre Dumas. Um homem de carne e osso inspirou o escritor francês a criar o personagem Edmond Dantès, de O conde de Monte Cristo, e também os três mosqueteiros. Seu nome era Alex Dumas, um fascinante e destemido cavaleiro mulato e pai de Alexandre, o romancista.
Vencedor do Prêmio Pulitzer de Biografia, Tom Reiss narra de maneira primorosa a vida um dos grandes heróis de todos os tempos, um homem hoje quase desconhecido, mas com uma história pessoal curiosamente familiar. Nascido na colônia francesa de Saint-Domingue, em 1762, filho de um aristocrata sem escrúpulos, o marquês de la Pailleterie, e uma escrava negra, Marie Cessette Dumas, Alex era apenas um menino quando seu pai o vendeu para poder pagar a viagem de volta à França. Depois de seis meses, no entanto, o marquês o tirou do cativeiro e o levou para a França, onde ascendeu ao comando de um exército de mais de 50 mil homens no auge da Revolução Francesa — até conhecer um inimigo implacável que não podia derrotar: Napoleão Bonaparte.
O Conde Negro, a verdadeira e incrível história do homem que inspirou a obra-prima de Alexandre Dumas, é ao mesmo tempo uma história vibrante de aventura, uma jornada que transborda detalhes da história europeia do fim do século XVIII e uma janela para a primeira sociedade multirracial do mundo moderno. É também uma narrativa emocionante sobre os laços inquebrantáveis do amor entre pai e filho. Baseando-se em documentos até então desconhecidos, cartas, relatórios militares e o diário escrito pela mão do próprio Alex Dumas, a biografia é uma obra-prima de não ficção.

1 comentário em “O Conde Negro – Tom ReissAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *