O Anatomista – Federico Andahazi

O Anatomista – Federico Andahazi

Os anatomistas – na Renascença – eram estudiosos do corpo humano. Mateo Colón era um desses anatomistas e, em meados do ainda obscuro século XVI, se apaixona por uma belíssima prostituta veneziana – Mona Sofia. Mas a cortesã desdenha friamente dos sentimentos de Mateo. Ele inicia, então, a busca por uma poção, uma substância, qualquer coisa que possa fazer com que Mona se apaixone por ele. Pensando na mulher amada é que ele descobre as maravilhas operadas por uma parte da anatomia – e da alma – feminina totalmente desconhecida até então: o Amor veneris, ou, como é mais conhecido hoje, o clitóris. Porém, para transmitir seus novos conhecimentos a Mona, Mateo precisa antes enfrentar o horror da Inquisição.

Neste romance, Federico Andahazi combina todo o ardor e a elegância do seu estilo com uma visão cruel do ser humano, atingindo a fórmula da sedução irremediável do leitor.

 O Anatomista – Federico Andahazi Federico Andahazi

 O Anatomista – Federico Andahazi Federico Andahazi   Os anatomistas – na Renascença – eram estudiosos do corpo humano. Mateo Colón era um desses anatomistas e, em meados do ainda obscuro século XVI, se apaixona por uma belíssima prostituta veneziana – Mona Sofia. Mas a cortesã desdenha friamente dos sentimentos de Mateo. Ele inicia, então, a busca por uma poção, uma substância, qualquer coisa que possa fazer com que Mona se apaixone por ele. Pensando na mulher amada é que ele descobre as maravilhas operadas por uma parte da anatomia – e da alma – feminina totalmente desconhecida até então: o Amor veneris, ou, como é mais conhecido hoje, o clitóris. Porém, para transmitir seus novos conhecimentos a Mona, Mateo precisa antes enfrentar o horror da Inquisição.

Neste romance, Federico Andahazi combina todo o ardor e a elegância do seu estilo com uma visão cruel do ser humano, atingindo a fórmula da sedução irremediável do leitor.

 O Anatomista – Federico Andahazi Federico Andahazi

1 comentário em “O Anatomista – Federico AndahaziAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *