O amor acaba: crônicas líricas e existenciais – Paulo Mendes Campos

O amor acaba: crônicas líricas e existenciais – Paulo Mendes Campos

Cronista de primeira linha, do mesmo time de autores do porte de Carlos Drummond de Andrade, Rubem Braga e Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos ficou relegado a um injusto esquecimento. As suspeitas para esta constatação recaem, primeiro, sobre ele mesmo-tinha aversão a tudo que cerca a notoriedade literária. Em seus textos, principalmente as crônicas e em sua brilhante obra poética, o autor devassa perplexidades humanas com poesia, prosa de penetrante originalidade, bom humor e doses benignas e aceitáveis de compaixão. Neste primeiro livro da série, reúne as crônicas líricas e existenciais, trazendo, entre outras, as famosas ‘Um homenzinho na ventania’, ‘Por que bebemos tanto assim’, ‘O amor acaba’.

Cronista de primeira linha, do mesmo time de autores do porte de Carlos Drummond de Andrade, Rubem Braga e Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos ficou relegado a um injusto esquecimento. As suspeitas para esta constatação recaem, primeiro, sobre ele mesmo-tinha aversão a tudo que cerca a notoriedade literária. Em seus textos, principalmente as crônicas e em sua brilhante obra poética, o autor devassa perplexidades humanas com poesia, prosa de penetrante originalidade, bom humor e doses benignas e aceitáveis de compaixão. Neste primeiro livro da série, reúne as crônicas líricas e existenciais, trazendo, entre outras, as famosas ‘Um homenzinho na ventania’, ‘Por que bebemos tanto assim’, ‘O amor acaba’.

 

1 comentário em “O amor acaba: crônicas líricas e existenciais – Paulo Mendes CamposAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *