O Amigo Distante – Christoph Hein

O Amigo Distante – Christoph Hein

Uma mulher hesita em comparecer a um funeral. Tem trinta e nove anos, é divorciada e mora num grande prédio anônimo. Exerce medicina numa clínica, mas não tem qualquer ambição. É desprovida de convicções políticas e procura reprimir sentimentos, sob pretexto de que podem fazê-la sofrer. Um dia, estabelece uma ligação com um vizinho arquiteto. Encontram-se duas vezes por semana. Nunca mencionam um ao outro seus problemas particulares. Um ano mais tarde, alguém bate à porta e lhe comunica a morte do amigo.

O escritor e tradutor Christoph Hein (1944) nasceu e cresceu em Bad Düben, perto de Leipzig, na região que no Pós-Guerra seria a Alemanha Oriental. Seu primeiro livro é de 1979, mas ficou conhecido em 1982 com o romance Der fremde Freund (este O Amigo Distante). Seu segundo livro mais famoso é Fim de Hora. Tem 24 obras publicadas, entre as quais 12 peças de teatro, um volume de contos, um livro para crianças. Em 1982 recebeu o prêmio Heinrich Mann, atribuído pela Academia das Artes de Berlim, e em 1984, o prêmio de literatura da União dos Críticos da República Federal Alemã. Mora em Berlim.

O Amigo Distante – Christoph HeinUma mulher hesita em comparecer a um funeral. Tem trinta e nove anos, é divorciada e mora num grande prédio anônimo. Exerce medicina numa clínica, mas não tem qualquer ambição. É desprovida de convicções políticas e procura reprimir sentimentos, sob pretexto de que podem fazê-la sofrer. Um dia, estabelece uma ligação com um vizinho arquiteto. Encontram-se duas vezes por semana. Nunca mencionam um ao outro seus problemas particulares. Um ano mais tarde, alguém bate à porta e lhe comunica a morte do amigo.

O escritor e tradutor Christoph Hein (1944) nasceu e cresceu em Bad Düben, perto de Leipzig, na região que no Pós-Guerra seria a Alemanha Oriental. Seu primeiro livro é de 1979, mas ficou conhecido em 1982 com o romance Der fremde Freund (este O Amigo Distante). Seu segundo livro mais famoso é Fim de Hora. Tem 24 obras publicadas, entre as quais 12 peças de teatro, um volume de contos, um livro para crianças. Em 1982 recebeu o prêmio Heinrich Mann, atribuído pela Academia das Artes de Berlim, e em 1984, o prêmio de literatura da União dos Críticos da República Federal Alemã. Mora em Berlim.