Núpcias, O Verão – Albert Camus

Núpcias, O Verão – Albert Camus

Este volume reúne o que se poderia chamar de textos da juventude, ou da pré-maturidade, de Albert Camus. Esses textos ainda não apresentam aquilo que viria a ser a marca registrada do grande escritor: o estilo exigente, a procura de processos literários estritamente adaptados a seu objeto, líricos porém sóbrios, quase sempre tendendo à nudez e ao despojamento.

Contudo, nem por isso, deixam de ser representativos do mais autêntico pensamento camusiano, tal como ele próprio o resumiu, em seu discurso de recepção do Prêmio Nobel de literatura, em 1957: “escrever é iluminar os problemas que se colocam à consciência dos homens”.

Este volume reúne o que se poderia chamar de textos da juventude, ou da pré-maturidade, de Albert Camus. Esses textos ainda não apresentam aquilo que viria a ser a marca registrada do grande escritor: o estilo exigente, a procura de processos literários estritamente adaptados a seu objeto, líricos porém sóbrios, quase sempre tendendo à nudez e ao despojamento.

Contudo, nem por isso, deixam de ser representativos do mais autêntico pensamento camusiano, tal como ele próprio o resumiu, em seu discurso de recepção do Prêmio Nobel de literatura, em 1957: “escrever é iluminar os problemas que se colocam à consciência dos homens”.