Nove Amanhãs – Isaac Asimov

Nove Amanhãs – Isaac Asimov

A publicação tem uma coletânea de nove histórias curtas e dois poemas.

Nove Amanhãs - Isaac AsimovA publicação tem uma coletânea de nove histórias curtas e dois poemas:

  • Vale a Pena Ler, Vejam! (“I Just Make Them Up, See!”) – Poema que imita um fã perguntando pra Asimov de onde ele tira suas ideias para escrever.
  • Profissão (“Profession”) – A Humanidade tem seu aprendizado instituído como carga de programa de computador, mas algumas pessoas especiais não podem ter a sua profissão definida desta forma.
  • A Sensação de Poder (“The Feeling of Power”) – O aprenzidado de cálculo manual poderá dar a qualquer país ou bloco político uma grande vantagem a quem controlar a técnica.
  • A Noite Morimbunda (“The Dying Night”)
  • Estou em Porto Marte Sem Hilda (“I’m in Marsport Without Hilda”)
  • Os Abutres Bondosos (“The Gentle Vultures”) – Tão ruim quanto causar uma guerra nuclear é lucrar com a exploração dela.
  • Todos os Problemas do Mundo (“All the Troubles of the World”) – O envolvimento da máquina em todos os problemas da humanidade.
  • Escrevam o meu Nome com S (“Spell My Name with an S”) – Como a alteração de uma letra do nome pode mudar o destino de uma pessoa.
  • A Última Pergunta (“The Last Question”) – A inevitável entropia resultará no fim da humanidade como é hoje conhecida.
  • O Garotinho Feio (“The Ugly Little Boy”) – O conto é uma viagem no tempo.
  • Notas de Recusa (“Rejection Slips”)

1 comentário em “Nove Amanhãs – Isaac AsimovAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *