Novas coisas da China – António Caeiro

Novas coisas da China – António Caeiro

O aeroporto de Pequim é hoje o segundo mais movimentado do planeta, à frente de Londres ou Nova York, e grande parte dos produtos que usamos diariamente – os originais, as cópias e as imitações – são Made in China. O mais surpreendente, no entanto, é o ritmo com que essas «coisas» aconteceram e estão ainda a acontecer.
“A velocidade na China é cinco vezes mais rápida do que na Europa”, diz uma jovem arquiteta portuguesa que trabalha num atelier britânico estabelecido em Pequim.

Novas coisas da China – António CaeiroO aeroporto de Pequim é hoje o segundo mais movimentado do planeta, à frente de Londres ou Nova York, e grande parte dos produtos que usamos diariamente – os originais, as cópias e as imitações – são Made in China. O mais surpreendente, no entanto, é o ritmo com que essas «coisas» aconteceram e estão ainda a acontecer.
“A velocidade na China é cinco vezes mais rápida do que na Europa”, diz uma jovem arquiteta portuguesa que trabalha num atelier britânico estabelecido em Pequim.

1 comentário em “Novas coisas da China – António CaeiroAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *