Nas cinzas – Gontran Borys

Nas cinzas – Gontran Borys

André, um humilde pintor, apaixona-se pela sua vizinha (e modelo inconsciente de vários quadros) que apenas vislumbra através de uma janela. Um dia o pai de Rosa (a vizinha) resolve-se a apresenta-­los tendo em vista o futuro casamento dos dois. O velho Germinal (o pai da menina) dispõe-­se a entregar a filha a um homem pobre apenas porque julga poder dotar Rosa com uma boa fortuna. Mas inesperadamente o dote é comprometido e o velho volta com a palavra atrás. Poderá André convencer o pai da sua amada a cumprir com o prometido?

 Nas cinzas - Gontran Borys Louis Eugène Henri Berthoud Gontran Borys

André, um humilde pintor, apaixona-se pela sua vizinha (e modelo inconsciente de vários quadros) que apenas vislumbra através de uma janela. Um dia o pai de Rosa (a vizinha) resolve-se a apresenta-­los tendo em vista o futuro casamento dos dois. O velho Germinal (o pai da menina) dispõe-­se a entregar a filha a um homem pobre apenas porque julga poder dotar Rosa com uma boa fortuna. Mas inesperadamente o dote é comprometido e o velho volta com a palavra atrás. Poderá André convencer o pai da sua amada a cumprir com o prometido?

Louis Eugène Henri Berthoud (Saint-Quentin, 4 de novembro de 1828 — Paris, 9 de Julho de 1872) foi um romancista francês do século XIX. Assinou as suas obras com o pseudônimo Gontran Borys.

 Nas cinzas - Gontran Borys Louis Eugène Henri Berthoud Gontran Borys

1 comentário em “Nas cinzas – Gontran BorysAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *