Menina lança projeto de livros só com protagonistas negras

Menina lança projeto de livros só com protagonistas negras

Marley Dias é uma menina negra de 11 anos que mora em Nova Jersey, nos Estados Unidos e sempre reclamava justamente deste problema com sua mãe, Janice.

Para tentar contornar esta situação, a menina teve uma ideia ambiciosa: fazer uma coleção de mil livros com protagonistas negras.

Em entrevista ao Huffington Post US, ela disse que estava cansada de ler livros sobre garotos brancos e seus cachorros: “Eu estava frustrada desde a quinta série porque nunca lia livros com personagens que eu pudesse me conectar”, explica.

Marley Dias
Marley Dias

Como é ler diversas histórias e nunca se identificar ou se ver em nenhuma delas?

Ana Julia Gennari, na Exame

Marley Dias é uma menina negra de 11 anos que mora em Nova Jersey, nos Estados Unidos e sempre reclamava justamente deste problema com sua mãe, Janice.

Para tentar contornar esta situação, a menina teve uma ideia ambiciosa: fazer uma coleção de mil livros com protagonistas negras.

Em entrevista ao Huffington Post US, ela disse que estava cansada de ler livros sobre garotos brancos e seus cachorros: “Eu estava frustrada desde a quinta série porque nunca lia livros com personagens que eu pudesse me conectar”, explica.

A campanha #1000BlackGirlBooks (1000 Livros de Garotas Negras) foi lançada em novembro de 2015, com ajuda da Grass Ross Foundation, organização social de sua mãe, e hoje já ultrapassou a meta, contando com 4 mil livros catalogados e 700 disponíveis no site do projeto.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Janice disse que elas continuam recebendo livros e que são doados para escolas tanto nos Estados Unidos quanto na Jamaica, lugar onde a mãe de Marley nasceu.

“Acho que nós não tínhamos noção do dilema internacional que é essa questão de falta de diversidade e a Marley teve a chance de dar voz a um desafio que muitas pessoas preferem não falar” contou ao jornal.

Ao Huffington, Marley disse que quer se tornar uma editora de revistas quando crescer e que espera escrever ao menos um livro para garotas como ela.

“[Representatividade] definitivamente importa porque quando você lê um livro e aprende algo, você sempre vai querer algo que te conecte àquilo. Se você tem algo em comum com os personagens de um livro você certamente nunca mais vai esquecê-lo e levará uma lição pra sua vida”

É de mais iniciativas como esta que o mundo precisa!

1 comentário em “Menina lança projeto de livros só com protagonistas negrasAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *