Mel e Amêndoas – Maha Akhtar

Mel e Amêndoas – Maha Akhtar

Mouna Al-Husseini é a protagonista do Cleópatra, um decadente salão de beleza em Beirute. Como ela tem 37 anos e ainda é solteira, sua mãe, muçulmana, a repreende diariamente, além de implicar com a maneira “ocidental” como se veste. Além disso, ela tem sérias dificuldades em manter o Cleópatra, que já viveu dias melhores, quando a área onde ela se localiza era considerada chique. Agora, porém, depois da guerra civil, a região está em evidente decadência. A agenda do salão ficava quase sempre vazia, mas por um golpe de sorte do destino uma série de nova clientes começa a frequentá-lo. Cada uma tem uma interessante história de vida, que vai sendo desvendada a cada página, e, embora tenham diferentes procedências e culturas, elas desenvolvem uma grande amizade. Em meio a tantas histórias de desilusão, solidão, medo e angústia, elas encontram no Cleópatra um oásis onde podem conversar livremente sobre suas vidas, esperanças, frustrações… sem aquele sentimento de que a sociedade patriarcal onde vivem controla seus passos a todo minuto. Mel e amêndoas revela as contradições, mas também as vantagens de viver em um país onde o Ocidente e o Oriente convergem. A história de cada mulher contém ecos da história recente do país, marcada por uma terrível guerra civil que terminou em 1990. Uma bela e exótica narrativa, quase que um conto de Sherazade de século XXI, na qual facilmente reconhecemos pedaços de nossa própria vida

Mel e Amêndoas - Maha AkhtarMouna Al-Husseini é a protagonista do Cleópatra, um decadente salão de beleza em Beirute. Como ela tem 37 anos e ainda é solteira, sua mãe, muçulmana, a repreende diariamente, além de implicar com a maneira “ocidental” como se veste. Além disso, ela tem sérias dificuldades em manter o Cleópatra, que já viveu dias melhores, quando a área onde ela se localiza era considerada chique. Agora, porém, depois da guerra civil, a região está em evidente decadência. A agenda do salão ficava quase sempre vazia, mas por um golpe de sorte do destino uma série de nova clientes começa a frequentá-lo. Cada uma tem uma interessante história de vida, que vai sendo desvendada a cada página, e, embora tenham diferentes procedências e culturas, elas desenvolvem uma grande amizade. Em meio a tantas histórias de desilusão, solidão, medo e angústia, elas encontram no Cleópatra um oásis onde podem conversar livremente sobre suas vidas, esperanças, frustrações… sem aquele sentimento de que a sociedade patriarcal onde vivem controla seus passos a todo minuto. Mel e amêndoas revela as contradições, mas também as vantagens de viver em um país onde o Ocidente e o Oriente convergem. A história de cada mulher contém ecos da história recente do país, marcada por uma terrível guerra civil que terminou em 1990. Uma bela e exótica narrativa, quase que um conto de Sherazade de século XXI, na qual facilmente reconhecemos pedaços de nossa própria vida.