Lições de Abismo – Gustavo Corção

Lições de Abismo – Gustavo Corção

“A publicação de ‘Lições de abismo’, em 1950, foi um acontecimento singular na literatura brasileira – a consagração fulminante de um ficcionista que estreava aos 54 anos. Denso e profundo, o livro é o diário final de um homem que se descobre com leucemia. O médico lhe diz que terá três ou quatro meses de vida (a primeira anotação é de 11 de novembro; a última, de 23 de fevereiro). Logo ele constata que a morte, como o amor, não precisa de muito espaço. Mergulhado na memória, avalia o sentido da vida. Os escritos, de lucidez crescente, são reflexões sobre a alma, a verdade, o absoluto, o amor, a frivolidade, o ciúme. Documentam uma volta à fé, o reencontro com a graça. Premiado pela Unesco), em 1954, Lições de abismo tem traduções em inglês, italiano, holandês, polonês, alemão e francês. O texto desta edição é aquele que o autor considerou definitivo, após revê-lo em abril de 1962. “

“A publicação de ‘Lições de abismo’, em 1950, foi um acontecimento singular na literatura brasileira – a consagração fulminante de um ficcionista que estreava aos 54 anos. Denso e profundo, o livro é o diário final de um homem que se descobre com leucemia. O médico lhe diz que terá três ou quatro meses de vida (a primeira anotação é de 11 de novembro; a última, de 23 de fevereiro). Logo ele constata que a morte, como o amor, não precisa de muito espaço. Mergulhado na memória, avalia o sentido da vida. Os escritos, de lucidez crescente, são reflexões sobre a alma, a verdade, o absoluto, o amor, a frivolidade, o ciúme. Documentam uma volta à fé, o reencontro com a graça. Premiado pela Unesco), em 1954, Lições de abismo tem traduções em inglês, italiano, holandês, polonês, alemão e francês. O texto desta edição é aquele que o autor considerou definitivo, após revê-lo em abril de 1962.”

 

1 comentário em “Lições de Abismo – Gustavo CorçãoAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *