Lendas e Narrativas – Alexandre Herculano

Lendas e Narrativas – Alexandre Herculano

Publicadas em dois volumes, em 1851, estas “Lendas e Narrativas” de Alexandre Herculano são uma coletânea de histórias publicadas entre 1839 e 1844 nas revistas O Panorama e A Ilustração.

Nelas Herculano aborda vários períodos da história da Península Ibérica. É evidente a preferência do autor pela Idade Média, época em que, segundo ele, se encontravam as raízes da nacionalidade portuguesa.
No prefácio original, Herculano considera as pequenas narrativas “monumentos dos esforços do autor para introduzir na literatura nacional um gênero amplamente cultivado, nestes nossos tempos, em todos os países da Europa”, esperando que venham a constituir “a sementinha de onde proveio a floresta”, “um marco humilde e rude” na história literária portuguesa.
De notar que Herculano foi um dos responsáveis pela introdução e pelo desenvolvimento da narrativa histórica em Portugal tal como Walter Scott em Inglaterra e Vítor Hugo na França.

Publicadas em dois volumes, em 1851, estas “Lendas e Narrativas” de Alexandre Herculano são uma coletânea de histórias publicadas entre 1839 e 1844 nas revistas O Panorama e A Ilustração.

Nelas Herculano aborda vários períodos da história da Península Ibérica. É evidente a preferência do autor pela Idade Média, época em que, segundo ele, se encontravam as raízes da nacionalidade portuguesa.
No prefácio original, Herculano considera as pequenas narrativas “monumentos dos esforços do autor para introduzir na literatura nacional um gênero amplamente cultivado, nestes nossos tempos, em todos os países da Europa”, esperando que venham a constituir “a sementinha de onde proveio a floresta”, “um marco humilde e rude” na história literária portuguesa.
De notar que Herculano foi um dos responsáveis pela introdução e pelo desenvolvimento da narrativa histórica em Portugal tal como Walter Scott em Inglaterra e Vítor Hugo na França.